Novum Canal

mobile

tablet

Câmara de Valongo lança concurso para construção dos novos paços do concelho

Partilhar por:

Fotografia: Câmara de Valongo

A Câmara de Valongo lançou o concurso para avançar com a construção dos novos Paços do Concelho e garantiu, esta sexta-feira, em reunião do executivo municipal, 14,4 milhões de euros de financiamento para investimento autárquico.

O concurso público da Casa da Democracia Local tem como preço base 11 milhões de euros e o prazo de execução é de 730 dias.

Segundo a autarquia valonguense, a câmara municipal aprovou, esta sexta-feira, “dois empréstimos no valor global de 14.414.000 euros para financiar os principais investimentos municipais que vão arrancar em 2021, designadamente o projeto Casa da Democracia Local (futuros Paços do Concelho), cujo concurso público internacional também foi aprovado”.

O município esclarece que além do empréstimo de 10.500.000 euros destinado a financiar a construção da futura casa da Democracia Local (Paços do Concelho), foi também aprovado um empréstimo no valor de 3.914.000 euros para a construção parque estacionamento do Cemitério Valongo, no valor de 550 000,00 euros e o Parque do Leça, Alfena, no valor de 794 000,00euros.

O executivo municipal aprovou, também, o empréstimo para o circuito pedonal do Rio Ferreira, no valor de 200 000,00 euros, a Quinta Pedagógica do Passal, Piscina, no valor de 320 000,00 euros; a requalificação da Rua S. Vicente, 330 000,00 euros; a Rua da Costa, 155 000,00 euros; assim como o passeio desde a Escola Profissional até ao Centro de Sobrado , 200 000,00 euros.

Foi, também, aprovado o empréstimo para financiar a Nova Gandra, 330 000,00 euros e o Mercado de Ermesinde, no valor de 270 000,00 euros.

Foi ainda garantido empréstimos para a requalificação do espaço da feira envolvente ao mercado, 210 000,00 euros e  requalificação da Rua da Palmilheira, no valor 290 000,00 euros e a Rua André Gaspar, no valor de 265 000,00 euros.

Citado em comunicado, o presidente da Câmara de Valongo, José Manuel Ribeiro, realçou que “este é o tempo certo para investir. Temos boa saúde financeira. Fomos exigentes e fomos compensados”.

O autarca destacou que “é nas alturas de crise que o investimento público mais se justifica”.

Falando da construção dos novos paços do concelho, o chefe do executivo defendeu que se trata de “uma proposta muito ambiciosa e incontestável, por ser um projeto âncora para a atração cultural cívica regional, também nacional e internacional, mas que seja, para além do órgão executivo e administrativo do município de Valongo, um edifício didático e lúdico, com conteúdos acessíveis aos diferentes públicos que se pretende atrair”.

A proposta, hoje, aprovada refere-se à construção dos novos paços do concelho com um espaço “para a comunidade, espaço de visitação, de encontro e debate, em que se pretende privilegiar a interação dos munícipes, e, no fundo, consagrar os valores que a Democracia defende criando uma função urbana importante para a qualidade de vida das populações”.

“Este projeto que remete para a figura da trilobite, permitirá também acolher uma humanização do novo edifício dos Paços do Concelho de Valongo, e Praça como espaço de apropriação e utilização pública, reconhecendo aqui desde o primeiro momento o potencial dos elementos patrimoniais a criar de valor estratégico para a afirmação da cultura, quer regional quer nacional, assumindo o desafio da valorização do maior dos elementos do património cultural imaterial do concelho de Valongo, criando, para isso, um espaço marcante, diferenciador e inovador que permitirá aos munícipes, mas também aos visitantes nacionais e internacionais, ter uma experiência diferente da fruição de um edifício de génese administrativo da nossa democracia, mas agora também com uma nova apropriação de caráter mais cultural e cívica”, alude a autarquia que informa que o “projeto contempla a execução de estrutura em betão armado, instalação de caixilharias exteriores lacadas e vidros, revestimento das paredes exteriores em compósito de ardósia, cobertura em módulos fotovoltaicos, execução de sala de imersão virtual, arranjos exteriores em ardósia e scala decor e áreas verdes”.

O município avança que este espaço contempla diferentes valências como “espaços com funções exclusivamente políticas e administrativas; Espaços expositivos permanentes e temporários, com espólio etnográfico associado a pessoas e tradições relevantes da região; Espaço interativo, de imersão virtual, através do qual cada visitante poderá viajar, no tempo e no espaço, experienciar atividades, culturais, desportivas, aventuras radicais, etc.; espaços polivalentes em todo o edifício. Todo o espaço interior foi pensado para ser apropriado de acordo com a funcionalidade pretendida num determinado momento sem que por isso a arquitetura mude, mantendo-se sempre uma solução encontrada dada como ótima, tendo capacidade de se adaptar à diversidade e à mudança, conservando ainda assim a sua identidade”.

“A humanização do edifício prolonga-se para o espaço exterior, onde surge a Praça da Democracia Local, como espaço de apropriação e utilização pública, criando assim um espaço marcante, diferenciador e inovador que permite aos munícipes, mas também aos visitantes nacionais e internacionais, ter uma experiência diferente da fruição de um edifício de génese administrativo da nossa democracia, mas agora também com uma nova apropriação de caráter mais cultural e cívica”, adianta a nota de imprensa.

Na reunião de hoje, o executivo aprovou ainda a abertura dos concursos públicos para a requalificação das piscinas de Ermesinde (950.000 euros) e da Escola Básica EB23 Vallis Longus (3.000.000 euros), empreitadas que terão financiamento comunitário.

“Numa única reunião garantimos o avanço de mais de 18 milhões de euros de investimento. É gratificante ver tantos projetos tão perto de ser tornarem realidade. Nos próximos meses vamos finalmente ver no terreno obras que comunidade tanto merece nas cidades de Alfena, Ermesinde e Valongo e nas vilas de campo e Sobrado”, disse José Manuel Ribeiro.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!