Novum Canal

mobile

tablet

Lar de Sta. Marinha do Zêzere com 27 utentes infetados. Há 5 profissionais que testaram positivo

Partilhar por:

Fotografia: Misericórdia de Baião

O Lar de Santa Marinha do Zêzere, da Santa Casa da Misericórdia de Baião, regista 27 utentes infetados, sendo que destes quatro necessitaram de intervenção médica, encontrando-se clinicamente estáveis.

Em comunicado da Santa Casa da Misericórdia de Baião, Autoridade Local de Saúde e Câmara Municipal de Baião, sobre a situação no Lar de Santa Marinha do Zêzere, a instituição esclarece que ontem, dia 30, foram recebidos novos resultados de testes realizados aos utentes e funcionários de Santa Marinha, existindo, neste momento, 27 casos positivos e um negativo entre os utentes do Lar (ERPI).

Segundo a Santa Casa, há a registar cinco casos positivos e três negativos entre os funcionários, que estão em isolamento desde quinta-feira.

A Santa Casa da Misericórdia de Baião avança que “ todos os utentes se encontram bem e estáveis e que o utente deslocado para o edifício da Câmara Municipal, regressou ao Lar de Santa Marinha por ter testado positivo”.

“Todas as famílias foram informadas durante o dia de hoje (manhã e tarde). Amanhã, serão retomadas as videochamadas com os seus familiares”, refere a publicação da instituição que se encontra plasmada na página oficial da mesma.

Num comunicado conjunto da Santa Casa da Misericórdia de Baião, Autoridade Local de Saúde e Câmara Municipal de Baião sobre a situação no Lar de Santa Marinha do Zêzere,  emitido esta segunda-feira, que se encontra publicado na página e site da autarquia, lê-se que no dia 26 de novembro “registou-se um caso positivo de COVID-19 no Lar de Santa Marinha do Zêzere da Santa Casa da Misericórdia de Baião. De imediato foi ativado o Plano de Contingência da instituição, sendo seguidas as estratégias e as intervenções determinadas pela Delegada de Saúde de Baião, o que implicou a realização de testes rápidos de despistagem a todos os utentes e funcionários”.

Fotografia: Misericórdia de Baião

De acordo com a comunicado “foram também feitos ajustamentos na organização de espaços e nas escalas das equipas de trabalho. Após a avaliação de risco por parte da Delegada de Saúde, foram realizados no dia 27 de novembro, por parte de uma equipa de enfermagem do Agrupamento de Centros de Saúde do Tâmega – ACES Tâmega I, testes PCR aos utentes do lar e funcionários que tinham acusado negativo”.

A publicação adianta, ainda, que “foi também reforçada a vigilância clínica dos utentes por parte do clínico e profissionais de saúde de serviço na instituição. Esta reforço da vigilância do estado de saúde é importante, uma vez que estes utentes são população de risco e possuem patologias associadas que poderiam aumentar o risco de evolução menos favorável da doença. Atualmente é possível informar que foram diagnosticados 27 casos positivos de infeção de utentes do Lar de Santa Marinha do Zêzere. Entre estes, 4 necessitaram de intervenção médica, encontrando-se clinicamente estáveis. De referir que também 5 profissionais da instituição testaram positivo para a COVID-19”, confere a informação que esclarece que “um utente que testou negativo encontra-se alojado em instalações da Câmara Municipal de Baião e a receber apoio de profissionais da Santa Casa da Misericórdia”.

A Santa Casa da Misericórdia e a autarquia de Baião destacam que “diariamente será feita uma monitorização da situação por parte da Autoridade Local de Saúde, dos responsáveis da Santa Casa da Misericórdia e da Câmara Municipal de Baião, através da Proteção Civil Municipal”, esclarecendo as duas entidades que “continuará, também, a existir a preocupação por parte da Santa Casa da Misericórdia de Baião em informar as famílias sobre o estado de saúde dos utentes, duas vezes por dia”.

As duas instituições referem, ainda, que “esta população possui patologias associadas, pelo que a situação é complexa e deverá ser encarada com muita precaução”.

O comunicado que reproduz declarações do presidente da Câmara Municipal de Baião e responsável máximo da Proteção Civil Municipal, Paulo Pereira, do provedor da Santa Casa da Misericórdia de Baião, José Carvalho,  e da Delegada de Saúde de Baião, Gabriela Saldanha, reitera a situação está a ser devidamente acompanhada pelos vários atores e intervenientes com responsabilidades nesta área com o objetivo de proteger a saúde dos utentes e funcionários.

“As entidades deixam ainda um agradecimento a todos trabalhadores do Lar de Santa Marinha do Zêzere, aos profissionais de saúde, aos Bombeiros Voluntários de Santa Marinha do Zêzere e a todos aqueles que têm colaborado nesta missão de forma abnegada, dedicada e orientada para a proteção da saúde dos cidadãos infetados por COVID-19”, lê-se no comunicado.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!