Novum Canal

mobile

tablet

Bombeiros Voluntários do Peso da Régua, corporação mais antiga de Vila Real, celebrou 140 anos

Partilhar por:

Fotografia: Câmara de Peso da Régua

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Peso da Régua, distrito de Vila Real, celebrou, no sábado, de forma simbólica, os 140 anos de existência, sendo a corporação mais antiga do distrito de Vila Real.

Ao Novum Canal, o comandante dos Bombeiros Voluntários de Peso da Régua, Rui Lopes, admitiu que este ano, devido às circunstâncias e restrições que são de todos conhecidas, não foi possível assinalar a efeméride com a dignidade e a pompa que a mesma merecia, tendo a direção e comando optado por cumprir apenas a parte institucional, a celebração da missa de aniversário e a deslocação aos cemitérios de Godim e Peso da Régua.

“Não obstante as limitações a que também as associações humanitárias estão sujeitas, não deixa de ser um orgulho para mim ser comandante dos Bombeiros de Peso da Régua e estar integrado numa associação que é a mais antiga do distrito de Vila Real”, disse, salientando que apesar deste ser um ano atípico e das dificuldades que são comuns à maioria das corporações, os Bombeiros de Peso da Régua têm como meta e objetivos continuar a zelar pela segurança e bem-estar da comunidade que servem.

“Num ano atípico como o que estamos a viver, a Real Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Peso da Régua reconhece a importância de lembrar a memória dos que formaram esta Associação e de todos os que ao longo de 140 anos têm contribuído para o engrandecimento da mesma. Ao assinalar o 140.° aniversário, os elementos desta associação reassumem o compromisso com a população do concelho, garantindo o melhor esforço humano e voluntário, numa luta constante pelo bem-estar e segurança de toda a comunidade”, escreveu na página oficial dos Bombeiros de Peso da Régua.

Questionado acerca das dificuldades com que se deparam a corporação, Rui Lopes realçou que a crise sanitária teve, também,  implicações financeiras, uma realidade transversal a outras corporações, como os custos na aquisição dos equipamentos de  proteção individual e outros.

Fotografia: Câmara de Peso da Régua

O responsável pelo corpo ativo dos Bombeiros de Peso da Régua destacou, também, que a corporação se viu confrontada com outros custos associados, esteve três meses a trabalhar em espelho de forma a assegurar  o serviço à comunidade.

Ao Novum Canal, Rui Lopes manifestou, ainda, este foi um ano difícil, que vai obrigar a fazer algumas reflexões e ponderações, admitindo que é impossível antecipar em termos e objetivos o que vai ser 2021 porque em 2020 muitos dos objetivos que a direção e o comando se tinham proposto realizar não foi possível ainda concretizá-los.

O comandante dos Bombeiros Voluntários de Peso da Régua apontou,  também, a aposta a formação, como um das metas que pretende continuar a implementar, assim como a aquisição de material, meios terrestres, de forma a dotar os seus operacionais com os meios necessários para intervir nas várias áreas e frentes com que a corporação está, hoje, confrontada.

Também, a Câmara de Peso da Régua parabenizou, na sua página oficial do facebook, a Real Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Peso da Régua pelos 140 anos, reiterando o seu apoio à instituição.

“A Câmara Municipal reconhece o trabalho exemplar desenvolvido em prol de Peso da Régua e do Douro e agradece a dedicação dos elementos que a integram, a valentia das mulheres e dos homens que, diariamente, garantem o bem-estar e segurança de todos nós.  Em dia de aniversário, a Câmara Municipal reitera o seu apoio incondicional à Real Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Peso da Régua, reassumindo o compromisso de continuar a contribuir para a concretização dos objetivos a que a mesma se propõe e dos quais partilhamos, assumindo a responsabilidade que nos cabe na garantia/defesa do bem-estar das nossas gentes. Através da Direção, a Câmara Municipal felicita os elementos desta Associação pelo caminho cumprido até aqui, lembrando todos os que nos precederam e que contribuíram para o engrandecimento da mesma. Peso da Régua agradece-lhes!”, lê-se na curta mensagem que o município partilhou na sua publicação online.

Refira-se que além do hastear das bandeiras, o toque da sirene, da romagem aos cemitérios de Godim e Peso da Régua e da missa de aniversário na Igreja Matriz, o aniversário dos Bombeiros e Peso da Régua ficou marcado pela homenagem no Jardim do Cruzeiro ao CMDT Afonso Soares.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!