Novum Canal

mobile

tablet

Paços de Ferreira com ligeiro aumento da incidência cumulativa
Fotografia: Câmara de Paços de Ferreira

Arrancaram as obras da ciclovia entre Paços de Ferreira e Freamunde com extensão de 2,4 km

Partilhar por:

Fotografia: Câmara de Paços de Ferreira

Arrancaram esta semana, as obras de construção da futura ciclovia, que ligará as cidades de Paços de Ferreira e Freamunde, numa extensão de 24, quilómetros.

A autarquia pacense informa, na sua publicação  online, que a intervenção é financiada por fundos europeus, inserindo-se na aposta do município naquilo que é a melhoria da mobilidade e acessibilidade no concelho e também na promoção de boas práticas ambientais.

De acordo com a câmara municipal, a empreitada insere-se na rede estruturante do concelho, inscrita como uma das ações no Plano de Ação para a Mobilidade Urbana Sustentável (PAMUS) e permitirá reequilibrar a distribuição do espaço público por todos os utilizadores, criando uma situação mais justa para todos aqueles que optam por não utilizar o automóvel como meio de deslocação.

Pretende-se, segundo a autarquia pacense, garantir uma rede pedonal e ciclável mais consistente, coesa e segura.

Fotografia: Câmara de Paços de Ferreira

“O percurso ciclável e pedonal, cuja construção agora teve início, apoia-se na rede viária existente, melhorando-a e tornando-a mais segura para peões, ciclistas e automobilistas, consolida os aglomerados urbanos e promove a qualidade ambiental resultante da utilização de transportes não poluentes nos movimentos pendulares de curta/média distância, entre os lugares de residência e as áreas potenciadoras de grandes fluxos populacionais, designadamente espaços comerciais ou de lazer”, lê-se no texto  que consta da publicação da Câmara de Paços de Ferreira que esclarece que a faixa ciclável será “bidirecional, por forma a cumprir o critério de coerência da rede, mas também à maior segurança e atratividade proporcionadas por esta tipologia, num contexto de estímulo ao aumento da quota de utilizadores de bicicleta”.

No âmbito deste projeto e ao longo dos 2,4 km desta ciclovia, que unirá as cidades de Paços de Ferreira e Freamunde, serão plantadas 220 novas árvores, com uma altura mínima de dois metros.

Na sua página oficial do facebook, também o autarca de Paços de Ferreira, Humberto Brito, que esteve presente no arranque dos trabalhos, assim como o vice-presidente, Paulo Ferreira, e técnicos da autarquia, considerou que esta é uma obra que “revolucionará o concelho”.

“Será objeto de muitas críticas, como é normal!  Mas quando estiver acabada, estou certo, que serão muitos (críticos) a bater palmas de pé!  Passaremos a ter um núcleo urbano central consolidado entre Paços de Ferreira e Freamunde! Juntar as duas cidades! Era preciso coragem e determinação! E não tivemos medo que outros tiveram durante 40 anos! (E não, não era possível fazer esta obra na via do poder local! Não vale a pena mentir! Os planos de mobilidade urbana sustentável (PAMUS) financiados por fundos comunitários não são para passear de bicicleta…são para que os centros urbanos possam ser usados de forma sustentável com mobilidade suave!) Antes de falar e comentar é preciso saber do que se fala e do que era possível ou não fazer! E queremos fazer em Paços de Ferreira o que se faz de melhor nas melhores cidades europeias…somos um concelho de dimensão internacional!  Haja orgulho no nosso concelho! É o que peço! No fim…falamos!!!”, disse.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!