Novum Canal

mobile

tablet

Número de desempregados do setor do alojamento e restauração aumenta mais de 83% em outubro

Partilhar por:

Fotografia: Miguel Ribeiro

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP), com base na informação mensal do mercado de emprego do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), referente a outubro, destaca, em comunicado, que o “ total de desempregados nas atividades de alojamento, restauração e similares aumentou 83,1% em outubro de 2020, comparativamente a outubro de 2019″.

A associação, com base nos mesmos indicadores, avança que “a nível nacional, o total de desempregados situou-se nos 403.554, traduzindo-se num aumento de 34,5% relativamente a outubro de 2019. A nível regional, o aumento homólogo mais pronunciado deu-se na região do Algarve: +134,2%.”.

A informação mensal do mercado de emprego do IEFP, referente a outubro, veicula que  “no fim do mês de outubro de 2020, estavam registados, nos Serviços de Emprego do Continente e Regiões Autónomas, 403 554 indivíduos desempregados, número que representa 71,8% de um total de 561 829 pedidos de emprego. O total de desempregados registados no País foi superior ao verificado no mesmo mês de 2019 (+103 535 ; +34,5%) e inferior face ao mês anterior(-6 620 ; -1,6%).

Segundo o IEFP “para o aumento do desemprego registado, face ao mês homólogo de 2019, variação absoluta, contribuíram todos os grupos do ficheiro de desempregados, com destaque para as mulheres, adultos com idade igual ou superior a 25 anos, os inscritos há menos de um ano, os que procuravam novo emprego e os que possuem como habilitação escolar o secundário”

A nível regional, a informação para o mês de outubro de 2020, avança que “o desemprego registado aumentou na generalidade das regiões, com exceção para a Região Autónoma dos Açores. Dos aumentos homólogos, o mais pronunciado deu-se na região do Algarve (+134,2%). No oposto encontra-se a região dos Açores com -0,8%”, frisando que os grupos profissionais dos desempregados registados no continente mais representativos, por ordem decrescente são “Trabalhadores não qualificados (24,4%); “Trabalhadores dos serviços pessoais, de proteção segurança e vendedores”(22,0%); “Pessoal Administrativo” (11,8%); “Especialistas das atividades intelectuais e científicas” (11,1%) e “Trabalhadores qualificados da indústria, construção e artífices” (10,1%)”.

“Relativamente ao mês homólogo de 2019 (excluindo os grupos com pouca representatividade no desemprego registado), o grupo “Trabalhadores dos serviços pessoais, de proteção segurança e vendedores”(+54,0%) apresentou a mais expressiva subida percentual do desemprego, seguido dos grupos “Operadores de instalações e máquinas e trabalhos de montagem (+49,6) e “Pessoal administrativo” (+36,0%)”,  alude a informação que se encontra  publicada no portal da AHRESP.

De acordo com a mesma informação “no que respeita à atividade económica de origem do desemprego, dos 344 821 desempregados que, no final do mês em análise, estavam inscritos como candidatos a novo emprego, 72,5% tinham trabalhado em atividades do setor dos “serviços”, com destaque para as “Atividades imobiliárias, administrativas e dos serviços de apoio”(28,7%); 20,7% eram provenientes do setor “secundário”, com particular relevo para a “Construção”(6,2%)”; ao setor “agrícola” pertenciam 4,0% dos desempregados”.

Os números evidenciam que no mês de outubro de 2020, “inscreveram-se, nos serviços de emprego de todo o país, 55 246 desempregados. Este número é superior ao observado no mesmo mês de 2019 (+2 663 ; +5,1%) e em relação ao mês anterior(+477 ; +0,9%).”, sendo que “as colocações realizadas durante o mês de outubro de 2020 totalizaram 6 974 em todo o País. Este número é inferior ao verificado em igual período de 2019 (-547 ; -7,3%) e em relação ao mês anterior (-1 270 ; -15,4%)”.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!