Novum Canal

mobile

tablet

Vereador de Lousada destaca que município reduziu em 25% número de infeções

Partilhar por:

Fotografia: Câmara de Lousada

O vereador responsável pela pasta da Saúde da Câmara de Lousada, Nélson Oliveira, anunciou, na sua página pessoal, esta quarta-feira, que, esta semana, o número de infeções por Covid-19 desceu 25% em relação à semana anterior.

“No combate à covid, esta semana reduzimos novamente o número de infeções (25%) em relação à semana anterior. Temos colaborado exaustivamente com a Autoridade de Saúde em tudo o que necessitam (com pessoal, materiais e toda a ajuda necessária). Segundo a mesma autoridade de saúde, não há relação maioritária entre a infeção e os setores do comércio ou restauração”, disse  alinhando pela bitola do presidente da Câmara de Lousada Pedro Machado, e dos congéneres de Paços de Ferreira, Humberto Brito, e Felgueiras, Nuno Fonseca, que, em comunicado, manifestaram-se contra um eventual  agravar das medidas para estes três territórios.

Fotografia: Câmara de Lousada

“Nesse sentido, recusamos que se coloquem hipóteses de agravamento de medidas restritivas que prejudiquem ainda mais a economia local”, frisou.

Refira-se que esta quarta-feira, os chefes dos executivos dos três municípios manifestaram, em carta enviada ao primeiro-ministro, António Costa, estarem contra mais medidas restritivas para os seus municípios.

Os autarcas, no comunicado que foi enviado aos órgãos de comunicação social, explicam que  “as instituições, as empresas e as comunidades destes municípios, e as próprias famílias, têm acatado e implementado no terreno todas as decisões e orientações emanadas pelo Poder Central e seus organismos, relativamente à situação pandémica em que vivemos”, salientando que as três autarquias “implementaram, inclusive, um conjunto de medidas complementares tendentes ao controlo e combate da propagação desta doença, bem como para mitigação das suas consequências, ao nível económico e social”.

Os três presidentes admitem que os seus concelhos chegaram a atingir valores alarmantes, mas, recordam, que na última semana, os resultados obtidos estavam a ser francamente animadores em matéria de redução de novos casos, pelo que discordam da aprovação e, consequente, implementação nestes territórios, de medidas ainda mais “cerceadoras dos direitos e liberdades individuais destas populações e castradoras da atividade económica”.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!