Novum Canal

mobile

tablet

JP Felgueiras apresenta 16 propostas em setores-chave como a educação, habitação e emprego

Partilhar por:

Fotografia: Eduardo Silva

A Juventude Popular de Felgueiras (JP) apresentou, esta terça-feira,  em reunião do Conselho Municipal de Juventude, 16 propostas no âmbito da reunião deste órgão, no âmbito das linhas gerais das políticas de juventude propostas pelo executivo municipal para 2021.

Em comunicado enviado ao Novum Canal, a JP esclareceu que as 16 propostas “incidem sobre um plano sustentável para criar condições e estimular a taxa de fixação no concelho ”, salientando que as linhas gerais que norteiam o documento apresentado passam pela aposta e setores como a habitação, empregabilidade, empreendedorismo e educação.

As linhas gerais da proposta da JP aponta, também,  como áreas estratégicas o desporto, cultura e lazer. A JP apresentou, ainda, uma proposta no âmbito tecnológico.

No domínio da habitação, a JP apontou a criação de condições mais favoráveis aos jovens na aquisição de habitação, defendendo incentivos ao aluguer à compra de um imóvel para fins habitacionais.

“A Juventude Popular Felgueiras entende que é preciso criar condições mais acessíveis à habitação para dar uma maior autonomia aos jovens que se queiram tornar independentes. Assim, foram propostos incentivos, não só ao aluguer, como à compra de um imóvel para fins habitacionais: Regime excecional para que jovens até aos 35 anos paguem a taxa mínima do IMI, independentemente da variação da taxa do IMI definido pelo município e Porta 90”, lê-se no comunicado que nos foi enviado.

Fotografia: Eduardo Silva

Ainda no âmbito da habitação, a JP manifestou ser a favor de “incentivar a compra e construção de propriedade privada para iniciar uma vida autónoma, da habitação social jovem;  investir na construção de um centro urbanístico habitacional com rendas acessíveis para serem ocupadas pelos jovens felgueirenses; urbanizar terrenos municipais para vender a preços acessíveis com intuito de fixar os jovens e no âmbito do Porta 90 criar um sistema financeiro para apoiar financeiramente o arrendamento jovem.

 Na área do emprego, a JP propôs a isenção da derrama a empresas que contratem quadros qualificados e isenção de impostos municipais para jovens empreendedores no primeiro ano de atividade.

“Entendemos também que para estimular o emprego é necessário isentar a derrama a empresas que contratem quadros qualificados e que se dinamize o gabinete de empregabilidade do município. Na área do empreendedorismo reiteramos a especial atenção de que todos os empresários jovens, que iniciem atividade em Felgueiras, gozem da isenção durante o primeiro ano de impostos municipais”, referiu.

No domínio do emprego e do empreendedorismo, Eduardo Silva afirmou ser a favor do “incentivo à fixação de empresas do terceiro setor ou cosmopolitas que criam uma maior diversidade de empregabilidade no nosso concelho” assim como obter um maior “aproveitamento da produção do conhecimento que é feito na universidade em Felgueiras”.

 No âmbito da educação, a JP defendeu o transporte escolar gratuito, aumento das cotas de bolsas de estudo e um aumento das verbas do orçamento, na área do desporto, na ordem dos 20%.

“No âmbito da educação propusemos uma série de apoios, transporte escolar gratuito; aumento das bolsas de estudo; premiação dos melhores alunos do conservatório de música e dos melhores atletas de Felgueiras”.

Na área da educação, a JP apresentou, ainda, como medidas determinantes para o concelho, a atribuição de transporte escolar gratuito a todos os alunos do 1º ao 12º ano, medida, que segundo a Juventude Popular, permite às famílias viver fora dos centros urbanos, propôs uma maior taxa de ocupação do território e afirmou ser a favor do apoio financeiro essencial às famílias que não têm uma viatura à sua disposição.

Ainda no domínio da educação, Eduardo Silva manifestou ser a favor de um incentivo ao estudo artístico e cultural; da promoção das atividades extracurriculares; do incentivo o desenvolvimento de futuros artistas, defendeu a atribuição de bolsas de mérito desportivas e a promoção das atividades extracurriculares, bem como incentivar o desenvolvimento de atletas de excelência.

No desporto, A JP propõe um aumento ao orçamento 20% para apoiar os clubes e associações desportivas; defendeu o aumento as verbas atribuídas aos clubes e associações desportivas para melhorar a sua logística, assim como uma maior investimento na construção de polidesportivos para o uso da população.

Nesta área, a JP afirmou ser a favor da requalificação das zonas polidesportivas do concelho, o uso dos polidesportivos pelos cidadãos assim como a criação de condições para receber qualquer tipo de prova desportiva.

No âmbito cultura, a Juventude Popular apontou como prioritária a concessão da intervenção da sociedade civil com propostas culturais e movimentos artísticos, tendo apelado ao investimento cinematográfico da região.

No âmbito da cultura, Eduardo Silva assumiu ser fundamental um maior envolvimento da comunidade escolar, associações sem fins lucrativos e indivíduos na participação nas atividades culturais; atribuir dinamismo à cidade; promover a variedade cultural; utilizar a casa das artes para se realizar sessões de cinema; promover os momentos lúdicos entre os felgueirenses; apresentar ofertas cinematográficas no concelho e explorar o “Café Concerto” como espaço de convívio, promovendo assim a música ao vivo e os artistas locais”.

A JP reivindicou, ainda, ao executivo municipal, “junto dos serviços competentes, que transmita em direto as reuniões do Conselho Municipal da Juventude e, posteriormente, as disponibilize no canal YouTube da autarquia”, assim como a disponibilização dos Conselhos Municipais da Juventude no canal YouTube da Câmara Municipal de Felgueiras.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!