Novum Canal

mobile

tablet

Hóquei em Patins: Equipas da região seguem em frente na Taça de Portugal

Partilhar por:

Foto: DR

Casa do Povo de Sobreira, Hóquei Clube do Marco e Hóquei Clube de Penafiel seguem para a 2ª eliminatória da Taça de Portugal de Hóquei em Patins. Das equipas da região, apenas o ACD Vila Boa do Bispo “ficou pelo caminho”.

Foto: DR

CP Sobreira 6 – 3 FC Oliv. Hospital

A equipa sénior da Casa do Povo de Sobreira recebeu, este domingo, 15 de novembro, a equipa do FC Oliveira do Hospital.

A primeira parte pautou-se por um equilíbrio entre ambas as equipas e terminou com um empate a duas bolas. No segundo tempo, a equipa da casa mostrou-se mais determinada em garantir a vitória. Por três vezes em desvantagem (0-1, 1-2 e 2-3), a turma Sobreirense concretizou a “remontada” acabando por vencer por uns claros 6-3.

Num jogo equilibrado, a eficácia nas bolas paradas (4/5) permitiu à Casa Povo de Sobreira garantir a vitória e passagem à próxima eliminatória.

Foto: DR

HC Marco 5 – 2 Juventude Ouriense

O Hóquei Clube do Marco também segue “em frente” na Taça depois de vencer, esta manhã, 15 de novembro, por 5 – 2, a Juventude Ouriense.

Os marcoenses entraram determinados em resolver “cedo” a eliminatória e inauguraram o marcador por intermédio de José Cabral. A “resposta” podia ter chegado aos 10 minutos, mas os visitantes desperdiçaram um livre direto. Contudo, Luís Godinho estabeleceu a igualdade pouco depois.

Os homens da casa também desperdiçaram uma “oportunidade soberana” de se colocarem em vantagem, José Cabral não conseguiu converter uma grande penalidade. Mas ainda antes do intervalo, a turma marcoense chegou novamente à vantagem no marcador através de Bruno Moreira.

No segundo tempo, o Marco mostrou-se mais eficaz e chegou ao 3 – 1 por Bernardo Ribeiro. Contudo, a Juventude Ouriense reduziu para 3 – 2 por Carlos Fonseca. O Marco fez o 4 – 2 por Ivan Silva. José Cabral “sentenciou” o 5 – 2 que garante o acesso à próxima fase da Taça.

Foto: DR

Águias da Memória 0 – 2 HC Penafiel

Valeu o esforço da viagem longo ao Hóquei Clube de Penafiel. A equipa orientada por Ricardo Geitoeira venceu o Águias da Memória por 0 – 2 na deslocação a Leiria.

Com constrangimentos iniciais, nomeadamente, na mudança do terreno de jogo e nas medidas do mesmo o que alterou inevitavelmente a estratégia montada para a partida, os homens de Penafiel foram “mais fortes”.

Num jogo encaixado e repartido, os visitantes não conseguiram concretizar em golos a supremacia durante o primeiro tempo. As equipas conseguiram anular-se e irem para intervalo empatadas a zero.

No segundo tempo, os penafidelenses entraram mais decididos e focados e chegaram ao golo a 12 minutos do fim através da conversão de um penalti por Joaquim Dias.

O Águias da Memória, que se apresentou com uma estrutura defensiva muito forte e fechada, viu-se obrigado a executar um jogo mais aberto e a expor-se mais. O Penafiel aproveitou e decidiu o jogo chegando ao 0 – 2 novamente por Joaquim Dias que executou um livre direto.

Depois de todos os constrangimentos, o Hóquei Clube Penafiel passa à próxima fase da Taça.

Foto: DR

ACD Vila Boa do Bispo 1 – 7 GDC Fânzeres

A equipa do Vila Boa do Bispo foi a única a não conseguir ultrapassar a eliminatória e logo com uma derrota “pesada” frente ao Fânzeres. A turma marcoense perdeu por 1 – 7 na receção ao conjunto gondomarense.

O Vila Boa do Bispo até entrou melhor na partida e colocou-se em vantagem no marcador com o golo de Duarte Martel após a conversão de uma grande penalidade. Logo a seguir, os da casa podiam ter feito o segundo, não fosse o desperdício de um livre direto.

O Fânzeres aproveitou a falta de eficácia marcoense e, num minuto, fez a “reviravolta” no marcador. Chegou ao empate num penalti convertido por Tiago Pinto e pouco depois João Coelho fez o 1 – 2. Os da casa estavam mesmo “em dia não” e voltaram a desperdiçar um novo penalti ainda antes do intervalo.

No segundo tempo, “novo desperdício”, desta vez, de um livre direto. E, “como quem não marca sofre”, os visitantes fizeram o 1 – 3 por Eduardo Amorim.

A equipa marcoense “perdeu o rumo” e viu o marcador “ficar negro” com o 1 – 7 final. O Fânzeres segue “em frente” na Taça, o Vila Boa do Bispo “fica pelo caminho”.  


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!