Novum Canal

mobile

tablet

Publicidade

Baião: Mais de 2000 pessoas já foram vacinadas contra a gripe

Partilhar por:

Fotografia: Câmara de Baião

No concelho de Baião desde que a campanha de vacinação contra a gripe começou já foram vacinadas 2150 pessoas.

Segundo a autarquia de Baião, as informações são das Unidades de Saúde de Baião e prevê-se que cerca de 3000 serão chamadas a tomar a vacina da gripe.

“Os números são semelhantes a anos anteriores com a diferença de que este ano há muito menos cidadãos a recusar tomar a vacina o que, de acordo, com os técnicos de saúde, acontecia muito em anos anteriores”, referiu  o município em comunicado que avançou que a vacinação  contra a gripe tem decorrido com normalidade.

De acordo com a Câmara de Baião, as vacinas são gratuitas para os munícipes com idade igual ou superior a 65 anos e para alguns doentes crónicos.

A autarquia esclareceu que devido à crise sanitária que está a atingir a região e o país, os utentes estão a ser chamados pelo telefone para se deslocarem às suas unidades de saúde em dia e hora pré-combinada, por forma a que os técnicos de saúde consigam garantir todos os cuidados de segurança a quem se dirige ao posto médico.

“Na Unidade de Saúde Familiar de Baião (USF) já foram vacinados 800 utentes e Cristiana Ribeiro, coordenadora da Unidade, espera vacinar mais 200 pessoas nas próximas semanas”, declarou a câmara municipal.

Citada em comunicado, Cristiana Ribeiro, coordenadora da Unidade de Saúde Familiar de Baião (USF Baião) salientou que “as vacinas têm sido enviadas por lotes, com a regularidade de anos anteriores e os cidadãos vão sendo vacinados conforme a nossa chamada, que é sempre marcada pelo telefone, à medida que os lotes vão chegando”.

“O mesmo acontece nas Unidades de Cuidados de Saúde Personalizados (UCSP) espalhadas pelo concelho. Em Santa Marinha do Zêzere, que também apoia Frende, a UCSP já administrou 700 vacinas e nas próximas semanas continuará a fazê-lo”,  adiantou a autarquia.

Também citada em comunicado, Luísa Ribeiro, enfermeira naquela unidade, declarou que “já foram vacinadas todas as pessoas que pertencem aos grupos de risco estabelecidos e que manifestaram essa vontade. Agora, ainda vamos telefonar a quem não deixou o pedido. A administração de vacinas no domicílio também está a decorrer com normalidade para todos os que não se conseguem deslocar ao posto de saúde”.

Fotografia: Câmara de Baião

Em Gestaçô e Teixeira, Pedro Costa, médico e coordenador das duas extensões de saúde dá referiu que “estão a ser chamadas, pelo telefone, 50 pessoas de cada vez, ao longo de todo dia, sem hipóteses de aglomerações, em dias previamente estabelecidos”. 200 pessoas já tomaram a vacina e Pedro Costa refere que entre as duas unidades, no final, as contas devem rondar as 300 vacinas administradas. O clínico confirma que “este ano há maior adesão à vacina, havendo muito menos pessoas que a recusam, ao contrário do que acontecia em anos anteriores”.

Na Unidade de Saúde de Eiriz onde “já foram vacinadas 400 pessoas e deverão ser chamadas nos próximos dias mais 200”, esclarece Mónica Cardoso, enfermeira.

“Recorde-se que além das vacinas gratuitas para as pessoas incluídas nos grupos de risco, haverá vacinas à venda nas farmácias que podem ser compradas com receita médica e são comparticipadas. Nas próprias farmácias podem ser ministradas. Em muitas delas as vacinas esgotam rapidamente devido ao aumento da procura, no entanto, o governo português já garantiu que a vacina vai chegar a todos os que dela precisarem”, lê-se na publicação que nos foi enviada que acrescenta que os “Planos de Vacinação foram definidos por cada Unidade de Saúde e contaram com a colaboração ativa e disponível da Câmara Municipal de Baião desde o primeiro momento, oferecendo a autarquia aos profissionais de saúde e aos utentes todo o apoio solicitado para esta operação.

Já Pinho Silva, vice-presidente da Câmara Municipal de Baião responsável pelo pelouro dos Assuntos Sociais manifestou que a autarquia está atenta e de prevenção caso os técnicos de saúde venham a solicitar outro tipo de apoio.

“A Câmara Municipal está atenta e de prevenção caso os técnicos de saúde venham a solicitar outro tipo de apoio. Fizemo-lo no Centro de Saúde de Baião, com a montagem de uma estrutura junto ao sistema Drive In onde estão a ser administradas as vacinas e o reforço da segurança, e fá-lo-emos em outras Unidades se for necessário”, confirmou.  


Partilhar por:

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!