Novum Canal – Sempre novum, sempre seu.

Novum Informação – Noticias da região

Governo decreta dia de luto nacional pela morte de Gonçalo Ribeiro Telles

O Conselho de Ministros decretou, esta quinta-feira, de forma eletrónica, o decreto que declara o dia 12 de novembro de 2020 como dia de luto nacional, como expressão de pesar pela morte de Gonçalo Ribeiro Telles.

“Gonçalo Ribeiro Telles foi um dos pioneiros do ecologismo na política portuguesa. Engenheiro Agrónomo e Arquiteto Paisagista, formado pelo Instituto Superior de Agronomia, foi ministro de Estado e da Qualidade de Vida entre 1981 e 1983, no VII Governo Constitucional”, refere o comunicado do Conselho de Ministros que se encontra publicado no portal do Governo e que esclarece que Gonçalo Ribeiro Telles “exerceu ao longo da sua vida outras funções públicas de elevado impacto público e que merecem o reconhecimento, tendo contribuído de forma decisiva para a atual democracia portuguesa após o período revolucionário, designadamente como fundador do Partido Popular Monárquico – PPM”.

O comunicado do Conselho de Ministros releva, também, o contributo de Gonçalo Ribeiro Telles na criação da Reserva Ecológica Nacional que, passados quase quarenta anos se mantém como uma pedra basilar da proteção dos ecossistemas em Portugal.

“Além das ideias de adaptação ao território pelas atividades humanas, de ter feito escola como professor e influenciador de toda uma geração de arquitetos paisagistas e engenheiros do ambiente, de ter criado a Reserva Ecológica Nacional que, passados quase quarenta anos se mantém como uma pedra basilar da proteção dos ecossistemas em Portugal, é também autor de projetos na sua área de trabalho como o jardim da Fundação Calouste Gulbenkian e o Jardim Amália Rodrigues”, lê-se no documento que acrescenta “o país tem-lhe uma enorme dívida de gratidão, quer pelo lançamento das bases da política ambiental em Portugal, quer pelo desenvolvimento de uma consciência ecológica”.