Novum Canal – Sempre novum, sempre seu.

Novum Informação – Noticias da região

Artigo de Opinião – Uma Mulher Candidata a Bastonária à Ordem dos Psicólogos.

Psicólog@s pel@s Psicólog@s – Lista A é constituída por uma equipa diversificada, de diferentes gerações e experiências, que abraça todo o país, alicerçada num projeto realista, dinâmico e eficaz direcionado para todos os/as psicólog@s.

A Ordem dos Psicólogos Portugueses vai a votos já no próximo dia 27 de novembro.

Numa classe profissional em que 84% dos seus membros são do sexo feminino, há pela primeira vez uma mulher candidata a Bastonária, Sónia Rodrigues, disposta a trabalhar para mudar uma Ordem que, até agora, se tem concentrado principalmente na Grande Lisboa, para uma Ordem próxima de todas/os os/as psicólogos/as, adaptada à realidade de cada contexto, através da promoção de uma maior autonomia das Delegações Regionais, sob o mote “mudar para irmos mais longe”.

Sónia Rodrigues nasceu há 51 anos em Coimbra, reside em Viana do Castelo e assume-se como uma mulher do Norte na verdadeira aceção da palavra. Psicóloga há 26 anos, conta com uma vasta experiência profissional em diversos pontos do país, é autora de uma tese de doutoramento na área do acolhimento residencial de crianças e jovens, pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto, e tem vindo a desenvolver um trabalho reconhecido a nível nacional e internacional nesta área, envolvendo a academia, o apoio às instituições, o associativismo e a reivindicação política dos direitos das crianças e jovens em risco. Nos últimos 7 anos tem participado ativamente na vida interna da OPP, não só integrando grupos de trabalho para os quais tem sido convidada como especialista, como também como membro eleito para a Assembleia de Representantes, pelo Norte, onde tem, em conjunto com outros elementos deste órgão, contestado decisões de gestão interna e financeira, e apresentando alternativas que beneficiam mais os membros desta organização e que permitam uma reestruturação financeira da mesma.

Esta candidatura – Psicólog@s pel@s Psicólog@s– Lista A, apresenta um conjunto de propostas para uma prática mais eficiente e de qualidade do exercício da Psicologia nas suas diversas vertentes, e que podem ser consultadas no seu site www.psis-pelos-psis.pt. Entre elas, defende uma maior proximidade às necessidades dos/as seus/suas profissionais, sejam estas de cariz profissional ou social, através de uma gestão financeira mais eficiente e justa, que permita não só uma redução das quotas dos/as seus/suas associados/as, como a existência de um regime excecional para todos/as os/as psicólogos/as com rendimentos mensais inferiores ou iguais ao ordenado mínimo nacional. De igual forma, pretende dinamizar as Delegações Regionais e criar espaços administrativos descentralizados, disponíveis para apoiar os/as psicólogos/as que deles necessitem, abrindo estes espaços às propostas dos membros e contribuindo para uma aproximação da Psicologia ao poder local (público, privado e institucional).

No âmbito deste processo eleitoral, terá lugar já no próximo dia 14 de novembro, às 21h30, um webinar de apresentação dos/as candidatos/as da Região Norte pela Lista A, região que tanto nos diz pelos atuais desafios, mas também pelas inúmeras potencialidades, com transmissão em direto nas páginas do Facebook e do Youtube desta Lista. Esta é mais uma ação de campanha da Lista A – Psicólog@s pel@s Psicólog@s– que se candidata com a missão de aproximar esta Ordem profissional aos/às seus/suas profissionais e de contribuir para um reconhecimento do papel do/a psicólogo/a na promoção do bem-estar da comunidade.

Para Sónia Rodrigues, “nos últimos meses, todos/as os/as psicólogos/as foram obrigados a encarar um novo desafio e mais uma vez soubemos adaptar-nos, unir-nos e aprender uns/umas com os/as outros/as e ajudar o nosso país. No entanto, precisamos de ir mais longe. Esta pandemia, exatamente pela dimensão que assumiu nas vidas de toda a gente, pelo sofrimento e necessidade de mudança de comportamentos que acarreta, pelo isolamento e distanciamento físico a que tem obrigado, pela ansiedade face ao desconhecido, pela incerteza, pelo medo, pelas perdas que gerou, terá consequências gigantescas e duradouras na saúde mental de um largo número de pessoas. Nós, psicólogos/as, sabemos que qualquer crise é também uma oportunidade de crescimento e de mudança. Quem melhor do que nós pode, então, ajudar cada indivíduo e, desse modo, também a sociedade, a lidar com todas estas alterações, a conseguir ver os aspetos positivos destas mudanças e a encontrar novas formas de vivermos em comunidade, preservando o nosso bem-estar presente e futuro?

Enquanto classe, precisamos de nos unir e de sermos mais solidários, de encontrar formas de nos desenvolvermos em conjunto e de nos apoiarmos mutuamente e de valorizarmos o nosso trabalho para o ver valorizado. Temos que garantir a cada jovem psicólogo/a a possibilidade de olhar esta profissão com a mesma paixão que eu sinto e que nós pudemos experimentar e, com eles/as, sair deste tempo de mudança e estranheza renovados/as e reinventados/as. 

É tempo de sermos Psicólog@s pel@s Psicólog@s!”

Autoria

Psicólog@s pel@s Psicólog@s – Lista A