Novum Canal – Sempre novum, sempre seu.

Novum Informação – Noticias da região

Câmara de Castelo de Paiva garante 1000 vacinas para os mais vulneráveis e idosos

Fotografia: Câmara de Castelo de Paiva

A Câmara de Castelo de Paiva garantiu a administração de 1000 vacinas para a gripe para os mais vulneráveis e idosos, no âmbito do  programa de Vacinação SNS Local.

Segundo a autarquia paivense, o município vai assinar um protocolo de colaboração com a Associação Dignitude, IPSS de Coimbra, “que estabelece as regras de referenciação dos beneficiários do programa “ Vacinação SNS Local “ e da contribuição solidária do Município em 2,250 euros, correspondente à administração de 1000 vacinas para a gripe”.

O “município de Castelo de Paiva deliberou o seu apoio a este programa de vacinação para, no contexto da pandemia em que vivemos, ampliar os meios e recursos de proteção, em especial dos munícipes com idade mais avançada, encontrados abrangidos todos aqueles com idade igual ou superior a 65 anos, que terão administração da vacina gratuita, conforme se refere a Norma  Nº 016/2020 da DGS, de 25/09/2020, em farmácias comunitárias do concelho”, lê-se no comunicado que nos foi enviado que esclarece que os “beneficiários deste programa de vacinação têm direito à livre escolha das farmácias abrangidas  e serão identificados pelo número de utente do SNS e a vacinação contra a gripe estará assim gratuitamente disponível, para grupos de risco (como diabéticos, cardíacos e asmáticos) no centros de saúde e farmácias”.

Fotografia: Câmara de Castelo de Paiva

Citado em comunicado, o presidente da Câmara Municipal, Gonçalo Rocha, relevou a importância deste protocolo, salientando que o mais importante passa por “fazer chegar a vacinação a todos os grupos de risco e aos idosos, que são também os mais vulneráveis à COVID-19”.

“Além de reforçar o sistema imunitário contra o vírus da gripe, irá reduzir os internamentos por infeções respiratórias associadas à gripe e diminuir a afluência das pessoas às instituições de saúde, libertando maior espaço e tempo para os doentes infetados com a COVID-19”, confirmou o chefe do executivo.

Refira-se que a “Dignitude é responsável pelo desenvolvimento, operacionalização e gestão do Programa abem: Rede Solidária do Medicamento e, no contexto da pandemia da COVID-19, este programa empreendeu uma resposta inovadora denominada “Emergência abem “ para potenciar uma resposta solidária mais alargada aos desafios e problemas gerados por esta pandemia, e no âmbito desta nova resposta foi organizado o Programa “Vacinação SNS Local” com objetivo de proteger os mais vulneráveis, nomeadamente as pessoas com idade igual ou superior a 65 anos, através da promoção da sua vacinação contra a gripe sazonal pelas farmácias comunitárias que cumpram os requisitos de participação”.