Novum Canal

mobile

tablet

Valongo: Incidência de casos Covid-19 volta a subir
Fotografia: Câmara de Valongo

“Sons do Vale” venceu 4.ª edição do Orçamento Participativo Jovem de Valongo

Partilhar por:

Fotografia: Câmara de Valongo

O projeto “Sons do Vale” foi o vencedor 4.ª edição do Orçamento Participativo Jovem de Valongo, uma iniciativa da autarquia local, que tem como objetivos incentivar o diálogo entre eleitos e eleitores, fomentar a participação dos jovens através de propostas que contribuam de forma a melhorar a qualidade de vida da comunidade no seu todo.

A autarquia valonguense  informou,  numa curta mensagem que partilhou e publicou na sua página que o projeto vencedor pretende compilar as memórias da Banda Musical de São Martinho do Campo, uma banda filarmónica do concelho de Valongo.

O projeto integra temas musicais emblemáticos e tradicionais do concelho e tem também como metas perpetuar essas temas e memórias.

“Deste modo, a preservação de temas musicais como o S. João de Sobrado (Festa das Bugiadas e Mouriscadas), o Grande Hino da Cidade de Valongo e o Hino da Confraria do Biscoito e da Regueifa, ficarão disponíveis para todos os Cidadãos do Concelho de Valongo”, referiu o município.

O presidente da Câmara de Valongo, José Manuel Ribeiro, numa alusão ao projeto vencedor, parabenizou Nuno César, músico da Banda Musical de S. Martinho do Campo, pelo arrojo que teve em  compilar num CD aquilo que são as memórias musicais da instituição, num projeto que contou com a colaboração da própria Banda Musical.

O vereador da Juventude, Orlando Rodrigues, destacou que o CD pretende fazer a recolha das músicas do concelho, constituindo-se num reportório musical e numa salvaguardar dos temas para que permaneçam e se mantenham durante muitos anos.  

Fotografia: Câmara de Valongo

Refira-se que o Orçamento Participativo Jovem de Valongo – OPJV é um projeto do município de Valongo que permite aos jovens dos 6 aos 35 anos “o envolvimento de uma forma mais construtiva e participada na comunidade através da criação um pensamento dinâmico e crítico sobre a região onde nos inserimos, permitindo que apresentem ideias, as construam, debatam e levem à sua concretização”.

Segundo o site da Câmara de Valongo, a “adesão a este projeto tem vindo a ser de tal maneira avassaladora que o executivo municipal tem vindo a duplicar, consecutivamente, a verba a ele destinado assim como o número de projetos vencedores. Na primeira edição (2014), foi disponibilizada a verba de 10.000€ para a concretização de um projeto. Na segunda edição (2015), para dois projetos, foi adstrito o valor de 20.000€. Na edição de 2016 (3ª edição), atribuímos os 10.000€ a quatro vencedores. Na edição de 2017 (4ª edição) foram atribuídos 10.000€ a oito projetos. Na edição de 2018 (5ª edição) foram atribuídos 10.000€ a doze projetos vencedores perfazendo um total de 120.000€. Na edição de 2019 (6ª edição), foram atribuídos 10.000€ a quinze projetos vencedores, perfazendo um total de 150.000€”, lê-se no mesmo site.

“O município coloca-se na vanguarda deste tipo de procedimento tendo criado, para o efeito, uma plataforma informática específica onde os proponentes irão entregar as suas propostas e poder exercer o seu direito de voto. Esta plataforma permitirá ainda o acompanhamento online de todo o estado do processo das propostas a concurso assim como da forma como estarão a decorrer as votações”, avançou ainda o município, destacando que a verba atribuída “é de 150 mil euros, que serão distribuídos por 15 projetos vencedores, ou seja, 10 mil euros para cada projeto”.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!