Novum Canal

mobile

tablet

Lousada, Paredes e Valongo entre os concelhos de risco elevado
Fotografia: CIM Tâmega e Sousa

24 concelhos da região Norte registaram um número de novos casos de Covid-19 por 10 mil habitantes superior à média nacional

Partilhar por:

O Instituo Nacional de Estatística (INE)  publicou na, esta sexta-feira, no seu site oficial, uma informação com a designação “Indicadores de contexto demográfico e da expressão territorial da pandemia COVID-19 em Portugal”, em que partilha alguns dados referentes à pandemia até dia 21 deste mês.

No estudo pode ler-se que “a 18 de outubro de 2020, 34 municípios registaram um número de novos casos confirmados com a doença COVID-19 (últimos 7 dias) por 10 mil habitantes superior à média nacional, dos quais 24 pertencem à região Norte e onde reside 39% da população da região. Deste conjunto, evidenciaram-se seis municípios com valores superiores a 25 novos casos por 10 mil habitantes: Paços de Ferreira (99,6), Lousada (55,4), Felgueiras (27,3) e Penafiel (25,2) no Tâmega e Sousa e os municípios de Paredes (27,9) e Porto (26,0) na AMP”.

Segundo o Instituto Nacional de Estatística “a expressão da pandemia continua a ser caracterizada por uma elevada heterogeneidade territorial”, lê-se na informação que revela que “desde o início de março que o número preliminar de óbitos em 2020 para o total do país, aferidos às últimas quatro semanas, se mantém superior ao registado no período homólogo de referência (média para o mesmo período em 2018 e 2019). Em 167 dos 308 municípios portugueses em que reside 68% da população, o número de óbitos entre 14 de setembro e 11 de outubro de 2020 foi superior ao valor homólogo de referência”.

“A análise da mortalidade, controlando o efeito da estrutura etária da população a partir do cálculo de taxas de mortalidade padronizadas pela idade, permitiu também verificar um aumento da incidência da mortalidade nos meses de março a setembro de 2020 face ao período homólogo de referência na maioria das regiões”, acrescenta a informação que confirma que no dia 21 de outubro “registou-se o maior número de novos casos (valores acumulados dos últimos 7 dias) em Portugal: 16 247 novos casos (correspondentes a 15,8 novos casos por 10 mil habitantes), o que representa um crescimento de 165% em relação a 7 de outubro, data de referência do último destaque”, refere o mesmo estudo.

“A 18 de outubro, data da última atualização de dados ao nível do município, foram registados 13 947 novos casos (correspondentes a 13,5 novos casos por 10 mil habitantes) e ao nível das regiões NUTS II, este valor foi superado apenas pela região Norte (14,1 novos casos por 10 mil habitantes). Os novos casos registados nos últimos 7 dias nesta região representavam 36% do total de novos casos observados para o país. Destaca-se ainda que as sub-regiões Tâmega e Sousa e Terras de Trás-os-Montes, ambas localizadas na região Norte, foram as únicas a superar a média nacional de novos casos por 10 mil habitantes”, acrescenta o Instituto Nacional de Estatística.

A informação esclarece que nas duas últimas semanas, na Área Metropolitana do Porto (AMP) o ritmo de crescimento foi superior ao nacional.

“A análise focada nas últimas duas semanas destaca para a Área Metropolitana de Lisboa (AML) taxas de crescimento inferiores àquelas observadas para o total do país, mas para a Área Metropolitana do Porto (AMP) o ritmo de crescimento foi superior ao nacional. Na semana terminada a 18 de outubro esta taxa foi +64,3% na AML e +95,5% na AMP enquanto o crescimento no país foi +73,7%, registando-se, assim, uma diminuição da importância relativa do número de novos casos (últimos 7 dias) no caso da AML e um aumento da importância relativa do número de novos casos na AMP”, acrescenta o INE, salientando que na AML, “quatro municípios apresentaram valores acima da média nacional (representando 46% da população da região): Sintra (16,7), Lisboa (15,3), Cascais (14,7) e Loures (13,9)”.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!