Novum Canal

mobile

tablet

Câmara de Alijó apela à serenidade na sequência da identificação do foco de infeção em IPSS de Sanfins do Douro

Partilhar por:

Fotografia: Câmara de Alijó

A Câmara de Alijó apelou à serenidade e sentido de responsabilidade, num comunicado que partilhou na sua página oficial do Facebook, na sequência da identificação de um foco de infeção confirmado numa instituição particular de solidariedade social em Sanfins do Douro.

Segundo a autarquia, neste momento, existem 28 casos positivos na instituição, nomeadamente 17 funcionários e 11 utentes da valência lar.

“Na sequência da  evolução da situação epidemiológica no concelho, designadamente o foco de infeção confirmado na IPSS de Sanfins do Douro, informamos que estamos com todas as autoridades competentes a efetuar diligências necessárias para garantir a segurança de todos  Atendendo a que ainda existem casos inconclusivos , aguardamos a todo o momento informação da Saúde Pública para podermos  atualizar os dados epidemiológicos e esclarecer a população”, lê-se no comunicado que esclarece que assim que a autarquia  estiver  na posse de toda a informação fará a atualização dos dados.

“Apelamos à serenidade e sentido de responsabilidade da população do concelho e em particular da população sanfinense. Esta é a hora de nos unirmos ainda mais nesta luta comum. Adote comportamentos responsáveis, uso da máscara, etiqueta respiratória, higienização das mãos, distanciamento físico, e em caso de sintomas contactar Serviço Nacional de Saúde através do número 808 24 24 24”, refere o comunicado.

O presidente da Câmara de Alijó, José Rodrigues Paredes, num outro comunicado datado de 16 de outubro,  tendo também como tema a evolução epidemiológica no concelho referia que “ o Boletim Epidemiológico do ACeS Douro Norte reporta nove casos ativos de infeção por Covid-19 atribuídos ao Concelho de Alijó, num total de dezasseis casos desde o início da pandemia. É também do nosso conhecimento que de entre os nove casos ativos, dois não residem no nosso concelho. Todos os contactos identificados pela Saúde Pública encontram-se a cumprir isolamento”.

“Informo ainda que, na sequência da identificação de um caso positivo de COVID-19 numa turma do Agrupamento de Escolas, os testes realizados pela Saúde Pública aos alunos dessa turma se revelaram negativos. Para despistar eventuais cadeias de contágio, o Município de Alijó realizou testes por zaragatoa aos trabalhadores da Autarquia afetos ao Ensino, incluindo motoristas. Também neste caso, todos os testes foram negativos.”, acrescentava o autarca que apelava ainda para o cumprimento das novas medidas determinadas pelo Conselho de Ministros para controlar a pandemia, nomeadamente a limitação de ajuntamentos a 5 pessoas, na via pública e em espaços comerciais e de restauração, a limitação da presença de 50 pessoas em eventos familiares, reforço de ações de fiscalização e a recomendação do uso de máscara na via pública e da aplicação “StayAway Covid”.

Também a IPSS de Sanfins do Douro partilhou no site e na página do facebook um comunicado datado de 11 de outubro, no qual esclarece que “no dia 07 de outubro, numa recolha de indícios do coronavírus, por amostra de 13 colaboradores, patrocinado pelo município de Alijó, foi detetado um caso positivo ao vírus a uma colabora da instituição”.

“No dia 8 de outubro, com o conhecimento desta situação de imediato foi acionado o plano de contingência, passando à fase de alerta, em articulação com a DGS, o Gabinete de Saúde Pública e o município de Alijó, colocando em prática as medidas de prevenção para salvaguardar os utentes, colaboradores e a restante comunidade”, lê-se no comunicado.

De acordo com a instituição, a “colaboradora foi colocada em isolamento e posteriormente em quarentena, articulado com a DGS, os e os colaboradores da instituição foram informados, assim como os familiares dos utentes da ERPI. Foram de imediatas suspensas as visitas, por tempo indeterminado e decretado o encerramento da valência CD”.

Já no dia 09 de outubro, a instituição informou que mais uma vez com o apoio do município de Alijó, “foram testados na instituição, os 17 utentes de ERPI, bem como 19 colaboradores da ACSSD, referenciados ela DGS. Durante o dia 09 e 10 de outubro, os restantes colaboradores da instituição, foram fazer o teste na tenda Covid situada em Andrães, Vila Real. Estamos agora em condições de informar que os 36 resultados dos testes efetuados na instituição, deram negativo”.

A IPSS de Sanfins do Douro, no comunicado, dirige-se aos colaboradores, salientando que todos estão juntos “nesta jornada, profissional e pessoalmente”, reforçando que apesar desta ser uma fase menos positiva todos irão sair desta situação mais “fortes e imbatíveis”.

A instituição deixou, também, uma palavra de esperança e responsabilidade aos familiares dos utentes, restante comunidade, assim como à Câmara de Alijó bem como todos os que se prontificaram a ajudar a instituição.  

A IPSS de Sanfins do Douro termina reiterando a sua preocupação com os utentes colaboradores e comunidade, em geral “numa fase de aumento de contágios”, realçando ser fundamental cumprir com as regras emanadas pela DGS.  


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!