Novum Canal

mobile

tablet

Covid-19: Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa adverte para “enorme aumento de casos de infeção na região”

Partilhar por:

O Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS) que agrega o Hospital Padre Américo e de São Gonçalo, em Amarante, publicou uma nota, na sua página oficial do facebook, na qual dá nota “do enorme aumento de casos de infeção pela COVID-19 na região” e apela a todos que ajudem o centro hospitalar no combate à pandemia com comportamentos adequados.

“O enorme aumento de casos de infeção pela COVID19 na nossa região torna muito difícil o combate sem um esforço coletivo. É fundamental a ajuda de todos e contamos com essa colaboração para vencermos este período difícil da nossa vida coletiva. Junta-se um comunicado feito pelas autoridades de saúde na área do ACES Vale do Sousa Norte (concelhos de Lousada, Felgueiras e Paços de Ferreira), mas o mesmo é aplicável aos outros ACES nos 12 Concelhos da nossa região”, refere ao nota que o centro hospitalar partilhou e que aconselha a que os utentes só em casos verdadeiramente graves se deslocam ao CHTS.

“Em particular neste período, só se devem deslocar à urgência do Hospital em casos verdadeiramente graves. Estão a abrir vários pontos na região para se poderem ali efetuar os testes de rastreio para COVID19, pelo que o contacto com a linha Saúde 24 e os Médicos de família são os acessos adequados antes de se deslocarem para os serviços de urgência”, refere o CHTS.

Já esta terça-feira, o presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa, Carlos Alberto, reconheceu que as instituições de saúde sozinhas não vão ser capazes de fazer um combate adequado, porque há cada vez mais pessoas que precisam de ser internadas.

“Atendendo à gravidade da situação da pandemia na região do Tâmega e Sousa, as instituições de saúde sozinhas não vão ser capazes de fazer um combate adequado, porque há cada vez mais pessoas que precisam de ser internadas. A ida à urgência do hospital para fazer testes também é completamente desaconselhada, devendo o contacto fazer-se para a linha SNS 24 e para o médico de família”, revelou.

Refira-se que recentemente o Agrupamento de Centros de Saúde (ACeS) Tâmega III – Vale do Sousa Norte (VSN) que agrega os concelhos de Paços de Ferreira, Lousada e Felgueiras, confirmou existir  um aumento exponencial do número de novos casos de COVID – 19 em todo o país e em especial nesta região, com  mais 944 novos casos nos concelhos da área de abrangência do ACeS VSN (155 em Felgueiras, 229 em Lousada, e 560 em Paços de Ferreira).

Dada a preocupante transmissão comunitária ativa, sobretudo em alguns contextos específicos e as suas consequências não só na saúde, mas também sociais e económicas, o ACeS VSN desaconselhou a realização de eventos, encontros de natureza religiosa, associativa, empresarial, desportiva, entre outros, que possam levar à aglomeração de um grande número de pessoas.

“ Desaconselha-se a realização de festas/almoços/jantares de família e/ou amigos e comemorações como casamentos, batizados, comunhões, entre outras. Nos restaurantes, cafés e outras zonas de refeição abertas ao público apenas devem retirar a máscara na altura em que estão efetivamente a tomar a refeição. Deve ainda ser cumprida a lotação máxima de cinco pessoas por mesa, de acordo com o disposto na última Resolução de Conselho de Ministros. Nas instituições/empresas e outros locais de trabalho deve ser reforçado o uso obrigatório de máscara por todos e o distanciamento, bem como sempre que possível dar primazia ao teletrabalho e ao desfasamento de horários. Na prática de desporto apenas deverá ser retirada a máscara aquando da realização do exercício físico e evitar o uso dos balneários; ▪ Nas instituições de saúde e de apoio a grupos sociais vulneráveis (ERPI/SAD/Centros de Dia), deve ser reforçado o uso de Equipamento de Proteção Individual (EPI) de nível mais avançado pelos profissionais (ex. uso de máscara FFP2)”.

Aquela entidade apelou, também, à necessidade das pessoas estarem especialmente atentos à sintomatologia que possa estar relacionada com esta doença, sobretudo, tosse, febre, dificuldade respiratória, dor de garganta, dor de cabeça, dores no corpo, perda de cheiro ou perda de paladar.

“Se tiverem algum destes sintomas devem evitar sair de casa, podendo entrar em contacto com a Área Dedicada COVID (ADC)/Área Dedicada Respiratória (ADR) Comunidade do ACeS Vale Sousa Norte:  ADC/ADR Paços de Ferreira – 969 340 980 – adc.pferreira@arsnorte.min-saude.pt; ADC/ADR Lousada – 969 342 206 – adc.lousada@arsnorte.min-saude.pt ou ADC/ADR Felgueiras – 969 342 412 – adc.felgueiras@arsnorte.min-saude.pt”.

O ACeS VSN apelou ainda para a necessidade dos cidadãos reforçarem  as medidas gerais de prevenção de Covid-19, nomeadamente o uso de máscara em espaços fechados e ao ar livre, manter o distanciamento físico; a higiene das mãos, cumprir com as medidas de etiqueta respiratória (quando espirrar ou tossir, tape o nariz e a boca com um lenço de papel ou com o braço. Deite o lenço no lixo).


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!