Novum Canal – Sempre novum, sempre seu.

Novum Informação – Noticias da região

Hóquei em Patins: União Sport Clube de Paredes regressa às vitórias e vence Escola Livre por 9-3

O União Sport Clube de Paredes, Hóquei em Patins, bateu o Escola Livre de Oliveira de Azeméis (9-3), em jogo a contar para a terceira jornada, segunda divisão nacional, zona Norte, em jogo realizado no Pavilhão EB 2,3 de Paredes.

A formação  da casa foi a primeira a abrir o marcador, por intermédio de  Ricardo Magalhães, ao 18h14 minutos, que viria a fazer o segundo aos 13h04 minutos.

A 1h47 do final da primeira parte, a formação de Oliveira de Azeméis reduziu para 2-1, através de um penálti, convertido por Tiago Guimarães.

Na segunda metade do encontro, a Escola Livre voltou a marcar, igualando a partida, ao minuto 15:16, por Pedro Coelho, tendo o Paredes reagido por Márcio Fonseca, o homem da partida, de livre direto, aos 11h44, colocando a formação orientada por Diogo Pereira novamente na frente do marcador (3-2)

O mesmo Márcio Fonseca, ao minuto 08h53, fez o 4-2, e aos 08h16, Filipe Vaz fez o 5-2 ampliando a vantagem  para o conjunto da casa. Ricardo Magalhães, de livre direto, aos 07h39 fez o 6-2, e Márcio Fonseca, aos 04h42, fez o terceiro da sua conta pessoal, colocando o marcador em 7-2. Aos 03h26, o Escola Livre reduziu para 7-3 através de penálti, convertido por Tiago Guimarães.

A dois minutos do final do encontro, Gonçalo Figueiredo fez o 8-3 e a 01h37 do final da partida, Márcio Fonseca fixou o resultado em 9-3.

O técnico da formação do União Sport Clube de Paredes, Diogo Pereira, realçou que a sua equipa sabia das dificuldades que ia encontrar neste encontro, frente a um adversário que defende bem, mas confirmou que a sua equipa entrou bem e foi para o intervalo a vencer.

“Na segunda metade e apesar do golo do empate da Escola Livre, a minha equipa manteve-se concentrada e focada e fruto da maior eficácia ampliamos o resultado e conseguimos gerir o jogo”, disse.

Quanto ao próximo encontro, frente à Académica de Coimbra, o técnico da formação paredense reconheceu que a formação da Académia é um adversário difícil, uma equipa também bastante organizada que o Paredes conhece já da época transata, pelo que será mais um jogo competitivo.

“No ano transato, perdemos com a Académica, em jogo a contar para a Taça de Portugal, nos penáltis, mas este é um jogo diferente  e a minha equipa vai a Coimbra com o objetivo de conquistar mais uma vitoria e garantir os três pontos”, afirmou.

Ao Novum Canal, Márcio Fonseca, com quatro golos marcados, realçou que a sua equipa esteve bem, entrou a vencer, fez o 2-0 resultado ao intervalo, soube manter a concentração e na segunda parte acabou por ampliar o resultado frente a uma equipa que vinha de uma vitória e de um empate.

“Sabíamos que o Escola Livre tem uma boa defesa, um excelente guarda-redes, vinha de uma vitória  no primeiro jogo e de um empate na segunda jornada, mas pelo que fizemos, pela eficácia que evidenciamos, julgo que o resultado é justificado”, disse, salientando que o União Sport Clube de Paredes Hóquei em Patins tem já outro jogo difícil, no dia 24, frente à Académica de Coimbra.

“A Académica de Coimbra é também uma boa equipa, é organizada, defende bem, tem um excelente guarda-redes pelo que esperamos mais um jogo difícil, mas queremos, como em todos os jogos, entrar bem, dar o nosso melhor e obter mais uma vitória”, disse.

Já o treinador do Escola Livre, Aníbal Valente, considerou  que o resultado final  não reflete o que se passou no jogo, criticando a dupla de arbitragem do encontro, recordando que após o 2-2, obtido já na segunda metade do encontro, acabaram por “prejudicar” a sua equipa.

“O resultado final não expressa o que se passou no encontro. O resultado esteve equilibrado até 11/12 minutos do final da partida. Fomos para o intervalo a perder. Conseguimos igualar, estivemos até em cima do jogo, mas a equipa de arbitragem acabou por prejudicar a minha equipa, mostrando um vermelho ao delegado e fazendo uma segunda advertência a um meu jogador. O Paredes, que fez um jogo correto, fez o 3-2 depois o 4-2 e a minha equipa sentiu mais dificuldades em se recompor”, sustentou.

Questionado sobre os objetivos do Escola Livre para esta prova, o técnico da formação de Oliveira de Azeméis confirmou que passam por fazer um campeonato tranquilo, tentar vencer todas as partidas e entrar sempre com a mesma garra e determinação.