Novum Canal – Sempre novum, sempre seu.

Novum Informação – Noticias da região

Penafiel: “Qualquer situação que seja detetada na Secundária é identificada, os casos isolados e cumpridos os procedimentos”, subdiretor do estabelecimento de ensino

O subdriretor da Escola Secundária de Penafiel adiantou, ao Novum Canal, que qualquer situação relacionada com a Covid-19 que seja identificada no espaço escolar é de imediato identificada, isolada e seguidos os procedimentos  que foram estabelecidos quer pela Direção-Geral de Saúde,  quer pela autoridade  de saúde local, reagindo, assim, à notícia veiculada,  esta terça-feira, dando conta da existência de dois casos de Covid-19 na escola.

Ao Novum Canal, o subdiretor explicou que não existe nenhuma cadeia de transmissão na escola e  sempre que existem suspeitas de alguém desenvolver sintomas sugestivos de Covid-19 é isolado, seguidos os trâmites e normas que foram definidos até ficar recuperado.

O subdiretor confirmou,  ainda, que a maioria das situações têm a sua origem na família ou em contactos estabelecidos com algum familiar que terá tido a doença.

Refira-se que recentemente, em declarações ao Novum Canal, o  diretor da Escola Secundária de Penafiel, Vítor Leite, afirmou que com o aumento dos contágios por Covid-19 a subir no país, não vai haver nenhuma escola que esteja imune à situação.

“Não tenho dúvidas de que vai ser normal ou vai ser, pelo menos, frequente alunos que tenham estado em contacto com pessoas que foram infetadas na família possam ficar infetados. Não tenho qualquer dúvida  que vai acontecer isso. As escolas têm que estar preparadas para trabalhar com segurança e em colaboração com as entidades de saúde com o objetivo de resolverem os problemas. Temos alunos, neste momento, em casa, que estão em isolamento por causa de um familiar, mas vão de certeza surgir casos positivos e, portanto,  iremos lidar com eles e garantir que os alunos que estão, na escola, em segurança. Com os números que vemos, hoje, no país, não vai haver nenhuma escola que esteja imune a este problema. Isto é uma questão de tempo, mas vai acontecer”, disse.

O diretor da Secundária de Penafiel explicou que quer do ponto de vista da escola, quer do ponto de vista logístico, a instituição tem estado em estreita articulação com a Delegada de Saúde, pais e encarregados de educação no sentido de minimizar eventuais situações que possam surgir.

“Vai ser um trabalho próximo entre escola, Delegada de Saúde e pais para que possamos reduzir os efeitos do que possa vir a acontecer, se acontecer. Isto passa a ser uma rotina. Está instituído como é que vamos fazer, como vamos proceder e tratámo-lo sem dramas, sem alarme, mas com eficácia que é aquilo que pretendemos”, expressou.

Vítor Leite avançou, ainda, que a escola implementou todos os procedimentos logo no início do ano escolar, no sentido de garantir a segurança dos alunos e demais atores e intervenientes da comunidade escolar.

“Há coisas que percebemos podem ser melhoradas e ouras coisas que não podem ser melhoradas, as salas não aumentam de tamanho e os corredores também não, mas os circuitos de deslocação que tínhamos previsto, optamos por fazer algumas alterações no sentido de minimizar as concentrações, diluir os alunos pelos diferentes espaços e locais e garantido o máximo de afastamento possível”, disse, salientando que os discentes, de uma forma geral, têm cumprido com as regras definidas pelas autoridades de saúde.

“Em termos de máscaras, higienização de mãos têm cumprido e colaboram na higienização de alguns espaços, nomeadamente nos computadores”, confirmou.

Nesta questão, o diretor da Secundária de Penafiel  realçou que a haver problemas, estes surgirão no exterior e não no interior da escola.

“A haver problemas não é aqui dentro. Essencialmente se existirem será fora da escola. Dentro do estabelecimento de ensino as regras são cumpridas, o afastamento não é tão eficaz quanto gostaríamos, mas entendemos que nesta idade não é fácil pedir que haja um afastamento desejado, mas como estão sempre com máscara, enquanto não estão a comer, portanto não é detetado aí ninguém sem máscara, significa que estão a cumprir e que o risco é pequeno”, atalhou.

“ Os alunos foram divididos por quatro intervalos. Dentro do que estava previsto, o estabelecimento de ensino está a funcionar normalmente, diferente do que era nos anos anteriores, mas em termos de trabalho com os alunos o impacto está a ser mínimo e a aprendizagem está a decorrer no normalidade, com as restrições que foram impostas no plano de segurança”, frisou.

Refira-se que aquando do arranque no ano letivo, a Secundária de Penafiel publicou um comunicado sobre a organização do espaço escolar em função da pandemia Covid-19, alertado para a necessidade de se efetuar alterações ao funcionamento e organização dos espaços escolares, estabelecendo um conjunto de  indicações, nomeadamente ao nível  do funcionamento, à circulação no espaço escolar, aos intervalos, salas de aula, casas de banho, o acesso ao almoço, ao bufete, à esplanada da escola, à biblioteca, aos espaços desportivos, entre outras secções do estabelecimento e alertando para o cumprimento das normas que foram definidas.