Novum Canal – Sempre novum, sempre seu.

Novum Informação – Noticias da região

Covid-19: Presidente da Câmara de Lousada admite que aumentos verificados no concelho são “preocupantes”

O presidente da Câmara de Lousada, Pedro Machado, manifestou, esta segunda-feira, numa mensagem que publicou na sua página oficial, que os aumentos verificados, na última semana, são “preocupantes”, sendo que a tendência de agravamento durante este mês mantém-se alta.

“Com os aumentos de casos de contágio por Covid19 registados por toda a Europa e particularmente em Portugal, assistimos também a essa realidade em Lousada. Apesar de ser previsível o surgimento de novos casos, não podemos escamotear que os aumentos registados na última semana no nosso concelho são preocupantes, sendo que a tendência de agravamento durante este mês mantém-se alta. Com a normalização do dia-a-dia da comunidade, após período de férias, a população voltou aos seus locais de trabalho, as escolas reabriram com fortes medidas de segurança, devidamente coordenadas pelas autoridades de saúde, e tentamos aos poucos voltar a alguma normalidade. Contudo não podemos descurar os cuidados que temos de manter, obrigatoriamente”, disse.

“Temos algumas turmas já assinaladas e outras em isolamento preventivo, sendo que todas estas ações estão a ser coordenadas e lideradas pela Autoridade de Saúde Local”

O autarca explicou que segundo a Autoridade de Saúde Local, os dados refletidos na última semana “reportam-se, novamente, a contactos informais entre amigos e ajuntamentos familiares”.

“O diagnóstico de muitas destas situações está a ser feito mais rapidamente em virtude da ação junto das escolas que, ao ser detetada sintomatologia em alguns alunos, conseguiu-se apurar que a fonte de contágio advém da família, salvo raras exceções. Temos algumas turmas já assinaladas e outras em isolamento preventivo, sendo que todas estas ações estão a ser coordenadas e lideradas pela Autoridade de Saúde Local. Ainda assim, podemos deparar-nos com outras realidades e em estreita ligação com a Autoridade de Saúde Local não hesitaremos em tomar outras medidas, mediante o prévio parecer da Saúde Pública”, expressou, sustentando que o “Agrupamento de Centros de Saúde está a levar a cabo uma forte estratégia de combate com um reforço substancial dos recursos humanos na vigilância epidemiológica”.

“Na área escolar, existem equipas dedicadas em permanência para atuar nos elos de ligação de contágio dos casos positivos e existem novas equipas de vigilância em funcionamento das 08h00 às 22h00. Não obstante, se cada um de nós não fizer a sua parte, todos os esforços dos profissionais de saúde, escolas, bombeiros, GNR, Município e demais instituições, serão inúteis. Se ignorarmos os alertas que sucessivamente vêm sendo feitos a toda a comunidade, não poderemos exigir mais a quem tem trabalhado tanto para conter este vírus. Compreendo que todos estejamos saturados desta situação, mas temos que ter noção que o pior, infelizmente, ainda está para vir. Se pretendemos que o nosso concelho e o país não volte a parar, porque as consequências económicas disso seriam ainda mais explosivas, não podemos ignorar os comportamentos que todos devemos ter. Não é possível exigirmos às forças de segurança mais fiscalização, quando o cerne da questão está em cada um de nós e na promoção de comportamentos responsáveis. Evite ajuntamentos, reuniões alargadas com familiares e promova a higienização das mãos, uso de máscara e o distanciamento social. Ninguém está livre de contágio! Todos nós já erramos com comportamentos e atitudes menos cautelosas, mas é essencial reforçarmos a atenção para proteger a nossa família, comunidade e pessoas de risco”m acrescentou, lançando um apelo para que a comunidade ajude a autarquia a controlar esta pandemia.

“Estaremos sempre a trabalhar para ajudar os nossos munícipes. Uma última palavra para todos aqueles que neste momento se encontram a recuperar desta doença. Desejo as rápidas melhoras e uma total recuperação. Estamos cá para ajudar”, afirmou.