Novum Canal – Sempre novum, sempre seu.

Novum Informação – Noticias da região

Hóquei em Patins: União Sport Clube de Paredes vence com resultado volumoso no arranque da II Divisão Nacional

O União Sport Clube de Paredes Hóquei em Patins venceu , esta tarde,  o Hóquei Clube da Mealhada (7-3) no arranque da II Divisão Nacional, Zona Norte, depois da campanha conseguida que fez na fase pré-preliminar e preliminar que lhe permitiu granjear a subida de patamar.

Numa primeira  parte equilibrada, o Paredes chegou ao empate, depois de ter estado a perder  por 1-2, já na reta final dos primeiros 25 minutos, através da conversão de um penálti superiormente executado.

Na segunda metade, o Paredes voltou a entrar melhor e num curto espaço de tempo ampliou a vantagem  para três golos, o que complicou a tarefa do Mealhada que teve de correr sempre atrás do prejuízo.

O treinador do União Sport Clube de Paredes, Diogo Pereira,  realçou a forma como a sua equipa interpretou este encontro, numa primeira parte, assumiu, equilibrada, com a sua equipa a entrar para os segundos 25 minutos cumprindo e conseguindo um resultado volumoso.

“Tivemos um arranque positivo na prova e é evidente que trabalhar com vitórias é mais fácil. Esperávamos um jogo difícil, frente a um adversário que não conhecíamos  muito bem e a primeira parte foi até equilibrada. Na segunda metade, conseguimos chegar à vantagem, gerimos o encontro, fomos inteligentes e eficazes na construção do resultado. E não deixamos que a formação do Mealhada ganhasse nas transições”, expressou.

Márcio Fonseca, atleta do União Sport Clube de Paredes, reconheceu que era importante entrar no campeonato com uma vitória  e a conquista dos três pontos.

“Sabemos que na II Divisão Nacional o grau de dificuldade é superior, mesmo assim, entramos concentrados, fomos para o intervalo com um empate a dois golos, e na segunda metade o nosso querer, entrega, determinação e vontade fizeram a diferença”, avançou.

Já o técnico do Hóquei Clube da Mealhada, Pedro Ferreira, declarou que o jogo teve uma primeira fase em que a sua equipa controlou a partida, mas depois, num escasso período de tempo, deitou tudo a perder, com o Mealhada a sofrer três golos.

“Voltamos a equilibrar o encontro, mas é sempre mais difícil quando temos de correr atrás do prejuízo”, disse, salientado que os objetivos do Mealhada, na prova, passam por garantir a manutenção.

Bruno Lima, atleta do Mealhada, destacou que o resultado do encontro deste sábado foi demasiado volumoso, tendo a sua equipa feito uma primeira parte equilibrada, numa partida  jogada, a espaços, taco a taco, mas os três golos sofridos na segunda metade alteraram por completo a história do encontro.

 “Mesmo em desvantagem fomos para cima do Paredes que tem as suas armas, tem um plantel com qualidade e isso fez com que tivéssemos de abrir e acabamos por sofrer mais golos”, afiançou,  sustentando que o Mealhada é uma equipa que vem da terceira divisão, que tem uma formação jovem e cujos objetivos passam, sobretudo, por garantir a permanência.