Novum Canal – Sempre novum, sempre seu.

Novum Informação – Noticias da região

Paredes Golpe Clube premeia atletas que entraram no ensino superior isentando-os do pagamento das quotas

Fotografia: Paredes Golfe Clube

O Paredes Golfe Clube premiou os atletas da academia que entraram no ensino superior, isentando-os do pagamento das quotas até entrarem no mercado de trabalho.

Segundo o Paredes Golfe Clube, esta iniciativa tem como propósito motivar e incentivar os atletas e agora caloiros a continuarem a prática desportiva.

“O critério é simples: ter dois ou mais anos contínuos como atleta da Academia (e homeclub) no momento em que entra num Curso Superior ou Técnico-Profissional após o 12º ano. Até terminarem o percurso académico, não pagam quotas de associado e têm acesso full ao Campo do Aqueduto, incluindo bolas de treino”, referiu a instituição, salientando que esta foi uma novidade apresentada pela direção, tendo, este ano, sido três os jovens a receber este reconhecimento.

Tomás Ribeiro entrou em Ciências da Educação, na FPCE da Universidade do Porto. Gonçalo Costa Rodrigues entrou em Contabilidade e Auditoria, do Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Coimbra. Daniel Barbosa entrou em Línguas Estrangeiras, do Instituto Politécnico de Bragança.

Citado em comunicado, o presidente da Direção do Paredes Golfe Clube, António Manuel Bessa, referiu, em cerimónia que decorreu esta sexta-feira, no Campo do Aqueduto, que esta pequena homenagem é uma forma da instituição “demonstrar o orgulho que tem em educar grandes homens, mais até do que criar grandes jogadores”.

A presidente da Mesa da Assembleia-Geral e Coordenadora Pedagógica, Laura Guimarães, realçou que “estes três jovens são agora uma referência para os mais pequenos e um exemplo de como é possível ser atleta de alta competição enquanto se tem bons resultados nos estudos”.

Fotografia: Paredes Golfe Clube

O diretor técnico da Academia, José Domingos Silva, considerou que os jogadores que entram no Ensino Superior “são embaixadores, que certamente vão aproveitar os valores e o networking do Golfe na Escola e no mercado de trabalho”.

Já o treinador e coordenador da Academia, Alfredo Cunha, enalteceu o gesto do clube pois “o mais habitual no golfe é os atletas abandonarem a modalidade quando entram na faculdade e só regressarem 10 anos mais tarde, já com emprego, filhos e casa. Mas não tem de ser assim e o Paredes Golfe Clube está a tentar criar condições para os seus jovens manterem sempre a ligação à modalidade”.

“Aos novos “caloiros” o PGC deseja toda a sorte do mundo! Temos a certeza que serão alunos e cidadãos-exemplo. O Campo do Aqueduto será sempre a Vossa casa!”, lê-se na nota que nos foi remetida.