Novum Canal – Sempre novum, sempre seu.

Novum Informação – Noticias da região

Associação para o Desenvolvimento Integral de Lordelo vai criar nova estrutura residencial com capacidade para 28 idosos

A Associação para o Desenvolvimento Integral de Lordelo (ADIL) vai avançar com a construção de uma nova estrutura residencial com capacidade para 28 utentes.

Segundo a diretora técnica da instituição, Mónica Santos, a construção da nova estrutura está integrada no âmbito do Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais (PARES) cuja candidatura não foi  ainda submetida, mas sê-lo-á assim que foi conhecido o aviso com a data efetiva das candidaturas.

Ao Novum Canal, a diretora técnica da ADIL avançou que a nova estrutura será construída no perímetro das atuais instalações e terá uma configuração diferente da estrutura já existente, sendo constituída por pequenos alojamentos (T1), diferente do habitual modelo dos quartos.

Falando da nova estrutura residencial para pessoas idosas, Mónica Santos esclareceu que as obras deverão arrancar no primeiro trimestre do próximo ano.

A diretora técnica avançou, também, que além da construção da nova estrutura residencial para idosos, a instituição irá fazer obras de requalificação na estrutura residencial já existente, já com 44 utentes, com o objetivo de albergar mais cinco utentes, devendo as obras, neste caso, estarem concluídas no final deste ano.

A diretora técnica da ADIL reconheceu que as instalações da atual estrutura residencial já se tornam insuficientes para fazer face às inúmeras solicitações, daí a instituição ter avançado com a construção de uma nova estrutura residencial e a intervenção na já existente.

Questionada sobre a existência de  casos e quais as medidas a ADIL adotou no sentido de acautelar quer os utentes quer os funcionários que trabalham na associação face à Covid-19, Mónica Santos congratulou-se com o facto da instituição  não ter nenhum utente infetado.

A diretora técnica realçou que a instituição começou por abrir as visitas de forma “condicionada” aos utentes de lar, estabeleceu e definiu regras no sentido de evitar o contacto entre os utentes e as famílias  e tem conseguido manter os utentes e demais colaboradores protegidos.

Fotografia: Associação para o Desenvolvimento Integral de Lordelo

Além das desinfeções constantes, a utilização de equipamentos de proteção individual, Mónica Santos destacou que a partir de setembro, a ADIL começou  a fazer testes rápidos junto das funcionárias no sentido de garantir a segurança quer dos utentes quer dos colaboradores.

Estamos conscientes de que poderemos ser confrontados com situações mais complicadas, mas estamos focados no nosso trabalho e queremos evitar  que eventuais contágios possam surgir”, atalhou, sustentando que a ADIL está a testar todas as colaboradoras que entram ao serviço, todas as semanas, dado o funcionamento atual com equipas em espelho, evitando situações de crise ou eventuais contágios.

A diretora técnica  deixou, ainda, um repto às famílias e funcionários para que continuem a cumprir com todas as diretrizes e normas definidas quer pela instituição, quer pelas autoridades de saúde.

Na página do facebook da ADIL, a associação coloco dois projetos para votação online, numa referência àquilo que serão as futuras instalações da nova estrutura residencial para pessoas idosas, apelando à escola de um dos dois projetos.

Um dos critérios para a seleção do projeto passa pela votação pública.

Refira-se que a ADIL para além da estrutura residencial para idosos, integra as valências de apoio domiciliário, centro de dia, creche, casa de alojamento de emergência, os projetos de  Rendimento Social de Inserção, Serviço de Atendimento e Acompanhamento Social, CLDS 4G, um instrumento de combate à exclusão social, no âmbito dos protocolos que tem com a Segurança Social.

No total a ADIL tem cerca de 125 utentes.