Novum Canal – Sempre novum, sempre seu.

Novum Informação – Noticias da região

Presidente da Câmara de Paredes afirma que Parque Urbano de Cete é uma mais-valia e faz parte da estratégia do município para o concelho

O presidente da Câmara Municipal de Paredes, Alexandre Almeida, manifestou, esta segunda-feira, aquando da inauguração do Parque Urbano de Cete,  que este equipamento está inserido numa zona de excelência da vila, é uma mais-valia para esta localidade e faz parte da estratégia do município e das políticas ambientais de promover mais equipamentos destes no concelho.

“Temos realizado muitos investimentos na sede do concelho, mas também não temos esquecido as outras freguesias, nomeadamente na parte sul do concelho. Este era um investimento que entendíamos que fazia falta na parte sul do concelho, sendo objetivo do meu executivo a aposta em espaços mais abertos. Vamos lançar em breve, no antigo campo de futebol do Gandra, um pequeno parque de lazer, vamos iniciar em Vandoma um parque semelhante ao de Cete, ao lado do pavilhão e do estádio do Vandoma. A ideia passa por termos estes espaços espalhados por todo o concelho”, concretizou, realçando que o Parque Urbano de Cete dispõe de várias valências e permite à comunidade usufruir de um espaço verde único e dispor de um local onde pode fomentar a prática do desporto e proporcionar momentos de convívio.

“Recordo-me que o Parque de Rebordosa não tinha uma casa de banho, o parque em Louredo, quando chegamos à câmara municipal, não tinha sequer sistema de rega e ainda não tem casas de banho. Entendemos que os parques que fizéssemos tinham de ter todas os equipamentos e valências. Assim, o Parque Urbano de Cete tem um espaço que permite fomentar a prática do futebol, um parque infantil e depois integra várias mesas para que as pessoas possam fazer os seus piqueniques e está dotado de um bom sistema de rega, tem um bar de apoio e casas de banho”, concretizou.

Quanto ao investimento realizado, o responsável pelo executivo declarou que a empreitada ascendeu os 100 mil euros, tendo sido vários os trabalhos realizados por administração direta da Câmara de Paredes.

“Houve um primeiro investimento da ordem dos 50 mil euros que foi a compra do terreno em si, depois foi realizada uma empreitada para executar determinados trabalhos e outros que foram feitos pelos serviços de Câmara de Paredes, nomeadamente as bancadas no campo de futebol, a colocação do parque infantil e o mobiliário urbano”, referiu, sublinhando que o prazo de execução das obras foi de aproximadamente seis meses.