Novum Canal – Sempre novum, sempre seu.

Novum Informação – Noticias da região

Lousada celebra Semana Europeia do Desporto com atividades e propostas para diferentes grupos etários

O  município de Lousada celebra, de 23 a 30 deste mês, Semana Europeia do Desporto, com várias propostas e atividades direcionadas para diferentes grupos  e públicos-alvo, num evento a que a autarquia se associa e terá como madrinha a atleta Sara Catarina Ribeiro.

Ao Novum Canal, o vereador do Desporto da Câmara de Lousada, António Augusto, reconheceu, mais do que nunca a importância do exercício físico para a saúde e o bem-estar mental, destacando que foram planeadas ações para os vários dias do evento.

“O Município de Lousada espera que as atividades desenvolvidas durante a Semana Europeia do Desporto despertem na população a importância da atividade física, do exercício e do desporto para a aquisição de um estilo de vida saudável e ativo, capaz de promover a bem-estar físico e mental. Acima de tudo, apesar do estado de pandemia que estamos a viver, pretendemos alertar a população dos benefícios da prática desportiva não só no bem estar físico como o mental”, disse, salientando que o município de Lousada programou uma série de atividades que vão de encontro com os temas propostos para cada um dos dias da Semana Europeia do Desporto sem, contudo, descurar os constrangimentos da pandemia.

“Além da atividade física no local de trabalho, nomeadamente dicas para pausas ativas com vídeos (que irão ser divulgados na intranet da CML para todos os trabalhadores e colaboradores) juntamente com flyers explicativos, foram planeadas outras ações como desporto outdoor nas modalidades de atletismo, ciclismo e ténis, desporto inclusivo com a realização de atividades desportivas adaptadas para pessoas com deficiência”, afirmou.

No âmbito da Semana Europeia do Desporto, Lousada irá fomentar, também, atividade física para a população sénior através da disseminação de vídeos com programas de exercício físico orientado e visitas domiciliárias à população idosa do concelho; desporto e formação com o desenvolvimento de uma ação de formação online para treinadores; desporto para crianças e jovens através do lançamento de atividades online de cariz desportivo e  desporto e família com a realização de uma caminhada que procura promover o tempo em família através da atividade física e do desporto.

Está também prevista a realização de uma exposição com o tema “Jogos Olímpicos” e a organização de um torneio de ténis.

O autarca explicou que o “município de Lousada procura promover o desporto para todos e embora as diferentes atividades tenham um público-alvo específico, serão alcançados todos os segmentos da população (crianças e jovens, adultos, idosos e pessoas com deficiência)”.

Questionado sobre como a autarquia vai  envolver a comunidade local, o vereador responsável pelo pelouro do Desporto declarou que através das redes online as atividades terão uma maior disseminação e chegarão a mais pessoas.

“A promoção da atividade física e de estilos de vida saudáveis na população Lousadense fazem parte da missão do município, assim, todas as atividades que serão desenvolvidas estão direcionadas para a comunidade local, no entanto, entendemos que a realização de ações online e salvaguardando contribuirá para uma maior disseminação das atividades desenvolvidas, alcançando assim um público mais abrangente a nível regional, nacional e europeu”, disse.

“A comunidade educativa foi integrada nas atividades da Semana Europeia do Desporto, quer através de atividades online direcionadas para os mais novos, bem como atividades que envolvam as famílias”

António Augusto  manifestou, também, que a Semana Europeia do Desporto tem também uma vertente pedagógica, salientando que a comunidade educativa foi integrada no evento.

“A promoção da atividade física e do desporto em crianças e jovens é uma grande preocupação do município. Sabemos que crianças e jovens ativos terão maiores probabilidades de se tornarem adultos ativos. Deste modo, também a comunidade educativa foi integrada nas atividades da Semana Europeia do Desporto, quer através de atividades online direcionadas para os mais novos, bem como atividades que envolvam as famílias uma vez que o suporte familiar é muito importante para a integração das crianças e jovens nas atividades desportivas”, afiançou, reconhecendo que com a reabertura das escolas, é fundamental que iniciem também as atividades relacionadas com o desporto escolar.

“Nos últimos tempos todos podemos ver a importância da atividade física e do desporto nas nossas vidas. Com o período de confinamento, muitas vezes o desporto foi a estratégia utilizada para ajudar a combater o stress e promover não apenas o bem-estar física mas sobretudo o bem-estar psíquico, tanto nos adultos como nos mais jovens. Por isso, na nossa opinião, o desporto escolar é fundamental para o desenvolvimento pleno das crianças e jovens, claro está cumprindo com todas as regras e precauções contidas nas diretrizes da DGS” acrescentou.

Questionado sobre o desporto adaptado e a sua retoma, o autarca avançou que o desporto adaptado federado que existe no concelho é o  ténis de mesa, natação e basquetebol em cadeira de rodas.

“Todos eles já retomaram a prática regular nos respetivos clubes e estão a cumprir com as respetivas normas enviadas pela DGS, específicas para cada uma das modalidades, que forma partilhadas pelas respetivas federações a cada um dos clubes”, frisou, sustentando que “um dos objetivos do desporto em Lousada é que o mesmo seja o mais diversificado e massificado quanto possível para que os munícipes tenham várias opções de escolha.

“Ou seja,  é nosso objetivo que o desporto seja e esteja acessível a todos. Ao longo dos últimos anos lançamos o repto junto das nossas associações, para que estas possam desenvolver também o desporto adaptado federado. Ficamos muito satisfeitos que algumas delas dentro da sua organização interna tenham conseguido criar esta oferta desportiva e terem sido parceiras do município, nesta resposta social igualitária que deve ser dada a todos. Temos muito caminho ainda a percorrer, mas iremos continuar a trabalhar para que as ofertas disponíveis sejam efetivamente disponíveis a todos”, concretizou.

Referindo-se ainda ao desporto adaptado. António Augusto referiu que federado existe uma equipa de basquetebol em cadeira de rodas com cerca de 10 atletas, 3 atletas na natação e 2 atletas no ténis de mesa.

Interpelado se receia que a crise sanitária possa fazer com que a autarquia tenha que alterar o cronograma e as atividades que já tinha calendarizado, o responsável pelo desporto da Câmara de Lousada admitiu que toda a programação irá ser adaptada à situação concreta que a região e o país estão a viver.

“Iremos procurar manter o cronograma das nossas atividades, adaptando-as ao contexto on-line ou no caso de ser possível presencialmente, recorrendo sempre a pré-inscrições de forma a garantir o número de pessoas permitido pela DGS”, confessou.

Interrogado sobre que atividades desportivas vão ser implementadas a curto e médio prazo, o vereador clarificou que nas escolas a câmara municipal irá abordar a atividade as duas rodas à que é desenvolvida em horário de Aec´s juntamente com os professores de AFD, elucidando que se a atividade de natação, devido a todas as limitações impostas, não puder ser abordada, irá ser desenvolvida uma atividade de substituição nas escolas (pilates e Ioga).

O autarca explicou que o município irá pela primeira vez ter a oferta de xadrez em contexto de Aec´s aos alunos do  3.º ano, sendo que  os megaencontros desportivos serão adaptados para contexto on-line, sendo criados desafios aos alunos para eles próprios individualmente e na segurança das suas casas possam ter uma abordagem às diferentes modalidades existentes no concelho.

Quanto à atividade “Duas Rodas em ação”, atividade de ensino para consolidar a aprendizagem de andar de bicicleta, que decorrerá aos sábados de manhã, no Complexo Desportivo irá ser obrigatória uma inscrição prévia de forma a controlar o número de meninos presentes na atividade.

“As atividades desportivas programadas abertas à população serão objeto de análise caso a caso e mediante a evolução da pandemia e as indicações da DGS à data e será só depois será  decidida a viabilidade ou não da sua realização”, precisou.