Novum Canal

mobile

tablet

União Sport Clube de Paredes Hóquei em Patins perde ao cair do pano

Partilhar por:

O União Sport Clube de Paredes perdeu, este sábado, (3-4) quase ao cair do ano, no jogo inaugural da Fase Preliminar Norte de Acesso à 2.ª Divisão em Hóquei em Patins.

A formação paredense até começou bem, esteve em vantagem com um golo de Márcio Fonseca, mas Ziga, atleta do CD Póvoa, um dos jogadores mais irreverentes da formação visitante, apontou dois golos, fixando o resultado ao intervalo em 1-2.

Na segunda metade, o Paredes chegou ao empate novamente por Márcio Fonseca, mas José Carvalho, colocou novamente o Póvoa na frente do marcador. Num lance pleno de oportunidade a formação orientada por Daniel Pereira repôs novamente a igualdade (3-3) por intermédio Gonçalo Figueiredo, e quando se pensava que a partida pudesse estar decidida, Tiago Rocha (Póvoa) quase na reta final, num lance de contra-ataque, com um remate forte, fez o 3-4 final, garantindo os três pontos para a formação visitante.

Ao Novum Canal, o técnico da formação paredense, Diogo Pereira, numa análise ao encontro e apesar da  derrota na reta final, realçou o comportamento da sua equipa, assim como a qualidade de jogo evidenciada.

“Estou muito orgulhoso da minha equipa, estivemos por cima do encontro, foi um dos jogos melhor conseguidos do Paredes, fomos solidários, defrontamos uma equipa com muita qualidade e apenas falhámos  nas bolas paradas”, frisou, sustentando que apesar da derrota, o União não vai baixar os braços e mantém o objetivo de integrar o lote das três equipas que têm acesso à segunda divisão nacional.

Nené, capitão do Paredes, assumiu, também, que o encontro  deste sábado foi um excelente jogo, com três boas equipas, que ficou decisivo numa bola perdida, numa transição ofensiva quase a terminar a partir e que acabou por dar a vitória à formação do CD Póvoa.

“Julgo que o resultado justo seria o empate”, acrescentou, reconhecendo que este domingo, frente à Associação Desportiva “Os Limianos” – Hóquei em Patins, o Paredes vai ter mais um jogo difícil pela frente, mas a equipa mantém-se coesa, motivada e não pensa noutro resultado que não a vitória.

Ruben Fangueiro, técnico do CD Póvoa, confirmou que a sua equipa teve, este sábado,  um adversário difícil pela frente, que tinha já participado na fase pré-preliminar e que vinha com ritmo competitivo forte.

“Defrontamos um adversário competente, sabíamos  que era fundamental entrar bem nesta fase preliminar e o jogo caiu para o nosso lado”, sustentou.  

Tiago Rocha, do CD Póvoa, o autor do golo que deu os três pontos à formação visitante reconheceu que este foi um encontro bem conseguido, com o Paredes a apresentar-se a um bom ritmo competitivo.

“Sabíamos que este iria ser o jogo mais complicado desta fase, até porque o Paredes vinha de um ritmo competitivo elevado da fase anterior, mas não deixamos de acreditar e acabamos por conseguir os três pontos, o que é também fruto do trabalho que temos vindo a realizar”, manifestou, sublinhando que a equipa terá que se manter focada para atingir o objetivo de integrar o lote das três equipas que sobem de divisão.

“Apenas vencemos um jogo, mas não atingimos o objetivo que é subir de divisão. Teremos que nos manter focados e provar dentro do ringue o nosso valor”, concretizou.

 Antes do início do jogo houve um minuto de silêncio pelo falecimento ocorrido, esta sexta-feira, de Luís Barros, antigo hoquista do União de Paredes, homenageado na pessoa do primo Rui Orlando Costa, que foi antigo hoquista do União Sport Clube de Paredes.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!