Novum Canal

mobile

tablet

Vereador da Ação Social da Câmara de Lousada adverte que não podemos deitar tudo a perder

Partilhar por:

Fotografia: Nélson Oliveira

O vereador da Ação Social da Câmara de Lousada, Nélson Oliveira, reiterou esta sexta-feira, em declarações ao Novum Canal, que os focos de contágio e o aumento de casos ativos que se têm registado nos últimos dias têm na sua origem reuniões e convívios familiares, conforme indicações e orientações, entretanto, avançadas pela autoridade nacional de saúde.

O autarca explicou mesmo que tem existido alguma desconcentração da comunidade que está a corroer em termos de saúde o trabalho que os vários atores e parceiros têm vindo a realizar.

Nélson Oliveira manifestou que os casos ativos que se têm vindo a verificar não estão relacionados com a componente laborar, as empresas, ou organismos públicos, mas com os tais convívios familiares que têm sido promovidos em larga escala.

No dia 9 de setembro, data em que o país atingiu 646 novos casos, o número mais alto desde abril, o responsável pelo pelouro da Ação Social de Lousada escreveu uma mensagem na sua página pessoal advertindo para a necessidade de não deitarmos tudo a perder, salientando que todos sermos agentes de saúde pública e como tal teremos de cumprir com as diretrizes e indicações da autoridade nacional de saúde.

“Registamos hoje (dia 9 de setembro), em Portugal, o número de contágios mais alto desde abril – pico da pandemia. Em Lousada a situação é por demais conhecida e o número de contágios também é alto, da mesma forma que é nos concelhos vizinhos e um pouco por todo o lado.  Não nos iremos cansar de avisar, alertar e tentar fazer de tudo para que a população entenda que deve cumprir com o distanciamento, a higienização recorrente das mãos, o uso de máscara e evitar ajuntamentos sociais/familiares, entre outras ações preventivas. Não podemos deitar tudo a perder. Trabalhamos 24/24h por dia em prol da nossa terra, com profissionais de saúde impecáveis, bombeiros, GNR, IPSS e demais instituições. Estamos todos juntos a dar o máximo para ajudar as pessoas mas esperamos também que todos cumpram estes simples cuidados; disse, salientando que os cidadãos e a comunidade não podem facilitar ou baixar a guarda.  

“Não podemos facilitar, achar que só acontece aos outros ou que o COVID19 é um mito. Evite ajuntamentos, celebrações familiares, jantares de amigos, entre outras coisas. Todos sabemos o que podemos e não podemos fazer. Cabe a cada um de nós pensar nas suas atitudes, nos seus comportamentos. Ajude-nos e contribua ativamente para a sua proteção e dos que o rodeiam”, escreveu.  

Fotografia: Nélson Oliveira

Falando do foco identificado na Unidade de Cuidados Continuados Integrados da Santa Casa da Misericórdia, o vereador relevou a forma com a instituição em parceria com outros atores conseguiu minimizar o problema.

“Infelizmente tivemos uma semana difícil, com 55 novos casos, mas tudo temos feito para lutar e intervir contra este vírus. As instituições trabalham em estreita parceria, juntamente com a autoridade de saúde e os seus profissionais, a colaboração de todos os técnicos tem sido importantíssima e estamos em conjunto a preparar as próximas semanas, com particular destaque para o início do ano escolar. Pede-se a toda a população que cumpra com as regras, promova o distanciamento e acima de tudo compreendamos que qualquer um de nós pode contrair esta doença. Não é tempo de nos colocarmos uns contra os outros.  Todos podemos ser portadores, sem termos essa noção e, por essa via, é tão importante as medidas preventivas!  Iremos apoiar e ajudar todos os que necessitarem”, referiu.

Já esta sexta-feira, Nélson Oliveira reuniu com a GNR de Lousada no sentido de abordar a situação e o quadro epidemiológico no concelho.

O autarca adiantou, ainda, que irá ter uma reunião com os comerciantes com esplanadas mais alargadas, no âmbito das medidas que foram anunciadas, esta quinta-feira, pelo primeiro-ministro, António Costa, e que vão entrar em vigor na próxima terça-feira, na sequência do estado de contingência, decretado pelo Governo.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!