Novum Canal

mobile

tablet

“Tenho alguma dificuldade em perceber a diferença de critérios entre os seniores (não profissionais) e os escalões de formação”, vereador do Desporto de Lousada

Partilhar por:

Fotografia: António Augusto

O vereador responsável pelo pelouro do Desporto da Câmara de Lousada, António Augusto, assumiu, em declarações ao Novum Canal, ter alguma dificuldade em perceber a diferença de critérios entre os seniores (não profissionais) e os escalões de formação, numa alusão às diretrizes que foram estabelecidas para o desporto jovem e a retoma das atividades desportivas.

“Tenho alguma dificuldade em perceber a diferença de critérios entre os seniores (não profissionais) e os escalões de formação. Parece-me que as competências físicas, mentais e sociais que o desporto permite adquirir, assumem uma maior centralidade para as crianças e jovens que estão numa fase de formação de personalidade e valores, que para os adultos, que teoricamente já passaram pela formação e já os adquiriram. Pelo que, se por razões de limitação das instalações, não puderem coabitar todos os escalões, considero, pessoalmente, prioritários os escalões de formação”, disse.

Questionado se o peso das exigências da DGS não poderá fazer com que muitos destes clubes, para quem a formação é vital, representando a formação o garante e o seu suporte financeiro, o fecho de portas, o vereador afirmou:

Fotografia: Câmara de Lousada

“A sua pergunta pressupõe que a formação é o suporte financeiro dos seniores, esta deslocação de recursos, tem contribuído, ao longo dos anos, para um menor desenvolvimento desportivo do país e para uma prática desportiva generalizada”.

Quanto à existência de condições para a retoma do desporto jovem, António Augusto destacou que em Lousada foram estabelecidas condições nas instalações, nomeadamente a nível de circuitos, entre outras medidas.

“O desporto jovem retomou os treinos adaptados às novas condições. Estou certo que quer os dirigentes quer os técnicos estão sensíveis à problemática. Da nossa parte impusemos algumas condições nas nossas instalações, nomeadamente a nível de circuitos, não uso de balneários, etc. que minimizam o risco. Contudo, sabemos que o risco não é zero em nenhuma atividade humana”, avançou.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!