Novum Canal

mobile

tablet

Covid-19: Lar em Arouca com 64 casos ativos

Partilhar por:

Fotografia: Município de Arouca

O município de Arouca informou na sua página oficial que se verificou um  agravamento da situação epidemiológica no concelho com o número de casos Covid-19 a situarem-se 118.

De acordo com a autarquia, existem três cadeias de contágio, sendo que a que requer mais atenção verifica-se numa instituição particular de solidariedade social local (Casa do Povo de Santa Cruz de Alvarenga) com 64 casos ativos (24 funcionários e 40 utentes).

“O Município de Arouca informa que, nas últimas 24 horas, se verificou um aumento do número de casos confirmados de COVID-19 no concelho (n.º de casos ativos: 118; n.º de casos confirmados desde o início da pandemia: 180). Este aumento decorre do reforço do número de testes de despistagem efetuado na sequência da evolução da situação epidemiológica verificada nestes últimos dias.  Este agravamento de situação, de acordo com a informação conhecida até ao momento, estará circunscrita a 3 cadeias de transmissão. A que merece maior preocupação tem origem numa IPSS local (Casa do Povo de Santa Cruz de Alvarenga) com 64 casos ativos (24 funcionários e 40 utentes)”, refere a mensagem que se encontra publicada na página do município.

Ainda de acordo com a autarquia, existe ainda uma segunda  cadeia de contágio detetada nos Bombeiros Voluntários de Arouca.

“Realçamos, ainda, a existência de casos confirmados relacionados com a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Arouca, tendo o município tomado todas as medidas de contenção, em articulação com a Autoridade de Saúde Local que determinou as medidas de saúde pública preconizada, de acordo com as orientações da Direção-Geral da Saúde, salvaguardando-se, simultaneamente, a capacidade operacional de socorro à população”, lê-se na nota postada na página do município que esclarece que o município “está a acompanhar a situação e dar todo o apoio necessário, em estreita articulação com os serviços de saúde e com os demais agentes da proteção civil, locais e nacionais”.

“Reforça-se assim necessidade de todos os arouquenses serem agentes de saúde pública, seguindo todas as recomendações das autoridades competentes, restringindo ao máximo o número de contactos sociais, utilizar sempre máscara e higienizar frequentemente as mãos”, acrescenta a mensagem”, acrescenta a nota.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!