Novum Canal

mobile

tablet

Associação Profissional dos Trabalhadores das Pedreiras ameaça com protesto em Lisboa se reivindicações não forem cumpridas

Partilhar por:

Fotografia: Associação Profissional dos Trabalhadores das Pedreiras

A Associação Profissional dos Trabalhadores das Pedreiras partilhou, no sábado, em Peroselo, concelho de Penafiel, com a coordenadora nacional do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, numa visita que esta efetuou à freguesia, algumas das preocupações que estão a afetar o setor e os seus associados.

Em causa estão o fator de sustentabilidade e os problemas que estes trabalhadores têm vindo a ter com o acesso à sua reforma.

Ao Novum Canal, o presidente da Associação Profissional dos Trabalhadores das Pedreiras, Manuel Teixeira, revelou mesmo que se nada for feito, nos próximos tempos, a associação está a ponderar avançar com um protesto em Lisboa para fazer valer as sua posições e os seus direitos.

Falando do encontro com Catarina Martins, o dirigente destacou que o Centro Nacional de Pensões está a solicitar aos trabalhadores que comprovem o tempo de atividade,  uma situação que está suscitar, revelou, alguns problemas, uma vez que muitas das empresas  para as quais esses trabalhadores exerciam a sua atividade já não existem, outras mudaram de nome e noutros casos os proprietários já faleceram.

Sobre este tema, Manuel Teixeira manifestou, também, não entender o tratamento conferido pelas entidades aos processos, salientando que no que toca ao acesso às reformas, os documentos apresentados servem para uns casos, mas já não servem para outros.

Fotografia: Associação Profissional dos Trabalhadores das Pedreiras

O responsável pela Associação Profissional dos Trabalhadores das Pedreiras esclareceu, também, que outras das questões abordadas foi o peso do fator de sustentabilidade que, segundo Manuel Teixeira, continua a lesar os trabalhadores das pedreiras.

“ A maioria dos trabalhadores do setor auferem reformas baixas e 70 euros acaba por ser muito dinheiro”, avançou, tendo escrito na página oficial da associação a segunda mensagem:

“Alguns trabalhadores das pedreiras têm-me perguntado se o fator de sustentabilidade já foi retirado ou ainda é aplicado. Segundo me informaram e pelo que vi no Orçamento de Estado de 2020 publicado em diário da República no dia 31 de Março de 2020 o fator de sustentabilidade já foi retirado em todas as profissões consideradas profissões de desgaste rápido. Assim sendo todo o trabalhador que tenha requerido ou vá requerer a sua reforma se lhe aplicarem o corte devem reclamar se a reforma for atribuída a partir do início deste ano. O Centro Nacional de Pensões só poderá aplicar o fator de sustentabilidade até ao final do ano de 2019″, referiu.

Na mesma página da associação, o dirigente da Associação Profissional dos Trabalhadores das Pedreiras declarou que no dia 13 de Julho esteve numa reunião com o diretor do Instituto de Segurança Social do Porto, Miguel Cardoso, que teve como foco as dificuldades que os trabalhadores das pedreiras têm tido em conseguir comprovar a sua atividade profissional, tendo ficado a promessa que este assunto iria ser solucionado no mais curto espaço de tempo.

“Vamos aguardar até ao final do mês se não resolverem nada teremos de nos reunir para ver o que devemos fazer”, escreveu na página da associação, deixando um apelo aos associados que em caso de receberem alguma notificação da Segurança Social, em relação ao requerimento de reforma e lhes estejam a criar dificuldades em obter a mesma, para informar a direção da associação.

Manuel Teixeira especificou, ainda, que no decorrer do encontro foi abordada a questão das doenças profissionais e o tempo de espera para a junta médica.

Refira-se que a associação tem mais de 70 associados e tem a sua sede em Peroselo, concelho de Penafiel.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!