Novum Canal

mobile

tablet

Centro Hospitalar Tâmega e Sousa é o primeiro do Norte com consulta dedicada à Artrite Reumatoide

Partilhar por:

Fotografia: Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa

A Unidade de Reumatologia do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS) iniciou, recentemente, duas consultas diferenciadas, nomeadamente a consulta de Artrite Reumatoide e a consulta de Técnicas Reumatológicas.

Segundo o Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS), a grande novidade é a consulta dedicada à Artrite Reumatoide que coloca assim, o CHTS, como o primeiro hospital público do Norte a disponibilizar uma consulta inteiramente dedicada a esta patologia.

Citado em comunicado, Carlos Alberto, presidente do Conselho de Administração do CHTS, realçou o facto da a Reumatologia passar a ser “mais uma das especialidades novas que foram incorporadas, nestes últimos três anos, na lista de serviços que esta unidade hospitalar presta à enorme população desta região”.

De acordo com o CHTS, a Artrite Reumatóide é uma doença reumática inflamatória crónica, autoimune, que atinge cerca de 1% da população portuguesa, afetando mais mulheres que homens.

“A doença tem como características principais a dor, inchaço e rigidez articular. Contudo, é uma doença sistémica que pode envolver diversos órgãos do corpo humano, tais como os olhos, pulmões, pele, vasos sanguíneos ou glândulas salivares”, refere o comunicado que nos foi enviado..

“A sua causa ainda é desconhecida, mas existem estudos científicos a sugerir que a doença é causada pela interação de fatores de risco, como o tabagismo ou algumas infeções, com a existência de predisposição genética. Ou seja, os descendentes de doentes com Artrite Reumatoide têm um risco acrescido de contrair a doença, que aumenta com a exposição a fatores de risco. Sendo uma doença autoimune, significa que o sistema imunitário dos doentes não está a funcionar adequadamente e ataca os tecidos do próprio corpo”, acrescenta a nota de imprensa.

Segundo a mesma fonte, a Artrite Reumatoide é “uma doença crónica porque não tem cura, mas, se eficazmente tratada, tem bom prognóstico vital e funcional, sendo muito importante o diagnóstico precoce e a rápida instituição de tratamento modificador da doença”.

Fotografia: Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa

De acordo com a Sociedade Portuguesa de Reumatologia, estudos científicos demonstraram que no período inicial da doença existe uma oportunidade única para influenciar o progresso da doença.

A consulta de Técnicas Reumatológicas abrange áreas como infiltrações intra-articulares, biopsias e ecografia músculo-esquelética. No âmbito desta consulta, foi realizada pela Unidade de Reumatologia, a semana passada, a primeira biópsia sinoval, uma técnica ecoguiada.

A Unidade de Reumatologia do CHTS, criada em 2019, é composta por dois médicos reumatologistas, Tiago Meirinhos, coordenador da unidade, e João Lagoas Gomes.

Em relação a toda a atividade assistencial do CHTS, recorde-se que, logo em maio, o CHTS iniciou a retoma progressiva da atividade, prevendo-se, a 31 de dezembro, listas de espera a não ultrapassar os 9 meses, tanto para consulta como para cirurgia.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!