Novum Canal

mobile

tablet

Lousada: Veículo embate contra poste de iluminação. Há a registar dois feridos graves e três ligeiros
Fotografia: GNR

Paredes e Felgueiras lideram ocorrências de incêndios registadas pela GNR

Partilhar por:

Fotografia: GNR – Comando Territorial do Porto

Os concelhos de Paredes e Felgueiras lideram as ocorrências de incêndios registadas pela GNR.

Segundo a Guarda Nacional Republicana (GNR), através do Comando Territorial do Porto, desde o dia 1 de janeiro até 9 de agosto, registaram-se mais de 800 ocorrências de incêndio, num total de cerca de 1 166 hectares de área ardida, nos concelhos de Paredes, Felgueiras, Valongo e Santo Tirso.

De acordo com as autoridades, os dados provisórios registados pela GNR, no referido período,  e no que concerne aos concelhos mencionados, por serem os que de momento apresentam maior preocupação, atribuem ao concelho de Paredes 405 ocorrências, num total de 286,49 ha de área ardida, seguindo-se Felgueiras, com 164 ocorrências, num total de 147,89 ha de área ardida.

Valongo regista 150 ocorrências, num total de 266,19 ha de área ardida e Santo Tirso, 88 ocorrências, num total de 465,37 ha de área ardida.

No comunicado enviado aos órgãos de comunicação social, a GNR esclareceu que irá continuar a promover ações de sensibilização com o intuito de alertar para a importância dos procedimentos preventivos a adotar.

Fotografia: GNR – Comando Territorial do Porto

“Neste sentido, a GNR, em coordenação com a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) e o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) continuará a ir junto das populações em geral e, em particular, das autarquias, produtores florestais, comunidades escolares e agricultores, promover ações de sensibilização com o intuito de alertar para a importância dos procedimentos preventivos a adotar, nomeadamente sobre o uso do fogo em queimas e queimadas, a limpeza e remoção de matos, a manutenção das faixas de gestão de combustível e a adoção de medidas de proteção dos aglomerados e de autoproteção, no âmbito dos Programas Aldeia Segura e Pessoas Seguras”, lê-se na nota que nos foi facultada.

A GNR adverte, também, para que se evitem comportamentos de risco nos espaços florestais e agrícolas.

“A GNR alerta para que se evitem comportamentos de risco nos espaços florestais e agrícolas e, em caso de incêndio, ligue de imediato para o 112, transmitindo de forma sucinta e precisa a localização, a dimensão estimada e a forma de acesso mais rápida ao local. A grande maioria dos incêndios registados no último ano teve origem na realização de trabalhos de gestão de combustível, queimadas e queimas de sobrantes. A Guarda disponibiliza ainda um serviço de atendimento telefónico SOS ambiente e território – 808 200 520, disponível 24 horas por dia, durante todo o ano, através do qual poderão ser expostas situações e colocadas dúvidas. A proteção da floresta e de todo o meio ambiente depende de todos”, salienta a nota de imprensa.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!