Novum Canal – Sempre novum, sempre seu.

Novum Informação – Noticias da região

Francisco Barros renova pelo ASS Nevogilde

Fotografia: Francisco Barros

O técnico Francisco Barros renovou pelo ASS Nevogilde, formação de Lousada,  que milita na 2.ª divisão distrital da Associação de Futebol do Porto.

Ao Novum Canal, o técnico realçou que foram as pessoas que estão à frente do clube que o motivaram a dar continuidade ao trabalho, depois de na época transata ter deixado o emblema lousadense por motivos profissionais.

“A minha continuidade no clube deve-se essencialmente às pessoas que estiveram sempre a meu lado nas duas épocas anteriores independentemente de os resultados serem os melhores ou não, pessoas que na época passada depois de ter saído por motivos profissionais me voltaram a receber de braços abertos, posso dizer que se continuo no clube é por essas pessoas (e elas sabem quem são). Projetos há muitos mas pessoas verdadeiras e com princípios como as que encontrei em Nevogilde não é fácil encontrar no mundo do futebol”, disse, salientando que o objetivo do clube para a época 2020/21 passa por continuar a praticar bom futebol e fazer melhor que o quarto lugar conseguido  na época transata.

“Os objetivos para a nova época passam por dar continuidade ao que de bom fizemos na última época, ao bom futebol que fomos apresentando ao longo de toda época. Ao nível da classificação o meu lema é trabalhar para fazer melhor do que na época passada”, afirmou.

Falando da constituição do plantel, Francisco Barros admitiu que é expectável que a formação lousadense venha a ser alvo de várias mexidas, com o propósito de manter os níveis e índices de competitividade conseguidos na época anterior.

“O plantel irá sofrer algumas alterações com o objetivo de manter a competitividade que existia na época passada e que nos permita em todos os jogos lutar pela vitória”, referiu, sustentando que todos os sectores irão receber reforços.

Fotografia: Francisco Barros

“Tivemos em todos eles jogadores que por opção não quiseram continuar connosco. Neste momento já temos o plantel praticamente completo poderá entrar ainda um ou dois jogadores”, atalhou, sublinhando que todos os atletas foram convidados a renovar, mas alguns decidiram abandonar o futebol como foi o caso do Mota, Keia, Hugo e Sousa.

“Outros tiveram proposta de clubes de divisões superiores e decidiram aceitar, Paulo Jorge e Nogueira, tivemos ainda jogadores que decidiram mudar de clube como o Lourenço e o Kelvin. Daí a necessidade que tivemos de reforço todos os setores”, afiançou.

Referindo-se ainda aos objetivos da equipa, o técnico do ASS Nevogilde destacou que pretende manter a equipa focada, concentrada naquilo que tem a fazer dentro das quatro linhas, vencer os jogos e almejar por um lugar condigno com o historial do clube.

“O Nevogilde terá as mesmas condições que teve na época passada, um plantel competitivo, um treinador ambicioso e focado, uma direção que tudo faz para que os jogadores tenham tudo para se sentirem bem e darem o seu melhor dentro do campo depois se isso tudo nos permitir ficar em lugar de subida ótimo. O meu objetivo enquanto treinador passa por ganhar todos os jogos, o objetivo do clube é dar continuidade ao que se fez nas duas épocas anteriores e se possível melhorar a classificação da época passada”, acrescentou.

Questionado sobre que impactos desportivos teve a crise sanitária que continua a afetar a região e o país, Francisco Barros não tem dúvidas que se a prova não tivesse sido cancelada, a equipa poderia ter ido mais longe.

“Desportivamente a quando da paragem do campeonato vínhamos de cinco vitórias consecutivas e estávamos a quatro pontos do terceiro classificado e os jogadores estavam bastantes motivados e acreditavam que era possível chegar aos lugar de subida pelo que foi um balde de água fria para toda a equipa e ficou a sensação que podíamos ter ido mais longe caso o campeonato tivesse ido até ao final”, asseverou, confirmando que os adeptos da formação do Nevogilde são exigentes e querem que a equipa  esteja sempre na máxima força, no seu melhor, o que significa ganhar todos os jogos.

“Os adeptos do Nevogilde são muito exigentes, para eles não chega ganhar hoje e perder amanha é preciso ganhar constantemente. Se ganhamos eles estão do nosso lado, se perdemos sabemos que vamos ouvir críticas, o que é normal no futebol. Para que os adeptos do Nevogilde estejam connosco tem de conseguir ganhar constantemente”, confessou.

Francisco Barros que renova pela 3.ª época vai ser coadjuvado por Nuno Bessa, treinador adjunto e António, treinador de guarda-redes.