Novum Canal – Sempre novum, sempre seu.

Novum Informação – Noticias da região

PSD Cinfães questiona executivo municipal sobre incêndio em Castelo de Paiva que destruiu várias fábricas

Fotografia: PSD Cinfães

O vereador do PSD, Bruno Rocha, eleito pela Coligação Viva Cinfães questionou, na reunião de câmara de 16 de julho, o presidente da câmara municipal, Armando Mourisco, sobre a necessidade do autarca unir esforços com o homólogo de Castelo de Paiva, na sequência do incêndio que deflagrou na zona do Centro de Apoio à Criação de Empresas (CACE) do Vale do Sousa.

O vereador recordou que na sequência da ignição que destruiu várias empresas, houve famílias cinfanenses que viram  os seus postos de trabalho serem atingidos, tendo salientado a necessidade do presidente do município acompanhar a situação e unir esforços com o seu homólogo de Castelo de Paiva no sentido de rapidamente encontrar uma solução para o problema.

Bruno Rocha inquiriu, também, o chefe do executivo cinfanense sobre as dificuldades que as escolas e agrupamentos estão a ter na organização do novo ano letivo, deparando-se com vários problemas como seja o caso do transporte dos alunos.

Sobre este assunto, o líder da bancada social-democrata esclareceu que a autarquia deve “demonstrar total disponibilidade e espírito de cooperação com as instituições de ensino do concelho, por forma a minorar os problemas causados por esta pandemia”.

O líder do PSD inquiriu, ainda, o líder do executivo municipal sobre a reabertura dos transportes públicos, salientando que com a reabertura seria de enorme importância para o concelho rever as ligações à zona Metropolitana do Porto.

Fotografia: PSD Cinfães

O social-democrata defendeu que uma rede de transportes públicos eficiente além de ajudar a fixar pessoas ao concelho permitiria que estas se deslocassem ao Grande Porto para trabalhar e regressar à noite.

“ É incompreensível que a viagem de Cinfães ao Porto demore cerca de 2:30h o que perfaz praticamente 5 horas de viagem em autocarro. Assim, sugeriu que se estudasse ligações mais diretas, com menos paragens a partir da sede do concelho. Referiu ainda que não deve ser descorada uma ligação eficaz à estação de comboio de Mosteirô e à cidade de Penafiel, uma vez que aí de encontram muitos serviços aos quais os Cinfanenses têm de recorrer”, revelou.

Fotografia: Município de Cinfães

“Foi disponibilizado apoio total, quer à autarquia paivense quer às pessoas afetadas”

Questionado sobre a questão do incêndio que atingiu várias empresas em Castelo de Paiva, Armando Mourisco declarou  que a autarquia acompanhou e encetou esforços com o homólogo de Castelo de Paiva com o objetivo de encontrar soluções para o problema.

“Em estreita articulação e comunicação com o edil paivense, desde o primeiro momento, acompanhamos a situação e a evolução. A preocupação prende-se com os postos de trabalho na sua totalidade e particularmente com os Cinfanenses afetados. Foi disponibilizado apoio total, quer à autarquia paivense quer às pessoas afetadas. Felizmente a situação da empresa Bradoco está ultrapassada e prevê-se o acolhimento das outras empresas na zona industrial de Lavagueiras em Castelo de Paiva”, adiantou o autarca.

Quanto à dificuldade na organização do ano letivo por parte das escolas e agrupamentos, o chefe do executivo esclareceu que o executivo municipal tem reunido com os agrupamentos de escolas para encontrar as melhores soluções.

“O município tem reunido com os agrupamentos de escolas para encontrar as melhores soluções. Durante o dia de amanhã realizar-se-á nova reunião, desta vez também com a presença da autoridade local de saúde. Paralelamente foram lançados procedimentos de contratação pública dos transportes, das atividades extra curriculares, do prolongamento de horários, do apoio ás necessidades educativas especiais, do serviço de refeições. também foi acordado elaborar concurso para aquisição de serviços de mais assistentes operacionais, para reforço da higienização das escolas”, assegurou.

Já quanto à reabertura dos transportes públicos e à revisão das ligações à zona Metropolitana do Porto, Armando Mourisco manifestou que “após este período difícil já foi realizada a retoma das ligações rodoviárias dentro e para fora do concelho”.

“Irá ser realizado estudo do transporte a pedido. Atendendo aos indicadores da procura atualizaremos a oferta de forma a melhor servir os cidadãos”, acrescentou.