Novum Canal – Sempre novum, sempre seu.

Novum Informação – Noticias da região

Ana Elisa do Couto, a mentora do Dia dos Avós

Ana Elisa Couto continua a ser uma referência para muitos idosos e muitos penafidelenses.

Cidadã de Penafiel deve-se a ela a criação do Dia dos Avós em Portugal. Foi graças à sua tenacidade e persistência que conseguiu que a Assembleia da República instituísse o dia 26 de Julho como o Dia Nacional dos Avós. .

A Câmara de Penafiel, no vídeo/reportagem que publicou, este domingo, na página do facebook da autarquia, recordou a mentora e a responsável pela criação desta efeméride que é atualmente uma referência nacional.

Numa mensagem da família que integra também o vídeo, o filho da Ana Elisa do Couto assumiu que a origem do Dia dos Avós era algo que a sua mãe pretendia implementar, embora não existisse, à data, um dia predefinido.

Sobre esta data, o filho recordou que esta foi um dia com o qual a mãe sempre sonhou, lembrando que, neste processo, a mãe teve, o apoio do Bispo do Porto, à data., tendo a sua progenitora assistido à primeira organização oficial do Dia dos Avós.

“Em 1990 a minha mãe propôs que se realizasse uma festa em prol dos avós, tendo o presidente de então, Justinho do Fundo, dado carta branca à minha mãe para fazer o que quisesse. A partir de 1993, a autarquia começou a tomar a seu cargo a organização do evento, mas sempre com o aval da minha mãe”, revelou, recordando que todos os anos a família se  junta no Parque da Cidade com o objetivo de recordar também Ana Elisa do Couto, já falecida, e o mérito de ter conseguido instituir esta data.

Refira-se que todos os anos, a Câmara de Penafiel tem feito uma homenagem a Ana Elisa do Couto, mentora da efeméride e que sempre teve como desiderato implementar um dia de todos os avós, homenageando-os “enquanto transmissores de cultura, história e sabedoria e enfatizando o vínculo que representam entre as antigas e novas gerações”.

O próprio presidente da Câmara de Penafiel, Antonino de Sousa, tem enaltecido, nas várias datas e ocasiões, a tenacidade e determinação de Ana Elisa do Couto pela forma como conseguiu instituir este evento, que se converteu num verdadeiro encontro intergeracional e de famílias.

 “Foi ela que com a sua determinação, com a sua tenacidade conseguiu convencer a Assembleia da República a decretar este dia como sendo o Dia dos Avós”,  expressou.