Novum Canal – Sempre novum, sempre seu.

Novum Informação – Noticias da região

Faleceu antigo presidente da Junta de Freguesia de Figueiró

Fotografia: Câmara de Paços de Ferreira

O ex-presidente da Junta de Freguesia de Figueiró, Luís Silva, faleceu com  63 anos de idade.

Na página do facebook, a Câmara de Paços de Ferreira deixou  uma nota de pesar pela morte do ex-autarca, figura tida como determinada e dinâmica que deixou obra na freguesia.

“É com enorme consternação e tristeza, que tomamos conhecimento do falecimento do Sr. Luís Silva. Durante 12 anos liderou, com enorme dedicação, a Junta Freguesia de Figueiró, terra pela qual sempre lutou e se empenhou exemplarmente, deixando um legado inigualável. Empresário de referência no concelho, o Sr. Luís Silva deixará imensas saudades a todos quantos tiveram o privilégio de consigo privar e trabalhar. À família enlutada, o Presidente da Câmara Municipal, Humberto Brito, endereça, em seu nome pessoal e do Município, os mais profundos sentimentos”, lê-se na nota da câmara municipal.

Fotografia: Câmara de Paços de Ferreira

A presidente Junta de Freguesia de Figueiró, Sónia Barbosa, manifestou igualmente pesar pela morte do ex-autarca de quem fez parte da sua equipa durante vários anos.  

Sónia Barbosa referiu-se a Luís Silva como um autarca determinado, pró-ativo, delicado, com brio na sua freguesia e que sempre defendeu os interesses de Figueiró.

A autarca realçou que uma das obras mais emblemáticas de Luís Silva foi a construção da rotunda na Avenida 25 de Abril, nos limites da freguesia de Figueiró com Raimonda,  no concelho de Paços de Ferreira.

Também a Junta de Freguesia de Figueiró deixou uma mensagem, lamentando o desaparecimento de Luís Silva.

“É com enorme pesar, e com sentida comoção, que comunicamos o falecimento do Sr. Luís Silva, antigo presidente da Junta de Freguesia de Figueiró. É um momento de profunda dor para quem com ele conviveu, e para toda a freguesia, que pôde conhecer o amor que dedicava à nossa terra. Lutou sempre pelo melhor, deu a cara, muitas vezes com sacrifício pessoal, mas sempre com brio. Deixa em todos nós uma profunda marca. Ficará certamente na nossa memória como um homem bom, ativo, inteligente e determinado. Foi durante três mandatos presidente da junta (2005-2017). A obra que deixou fala mais que as palavras. À família enlutada endereçamos nesta hora dolorosa as mais sentidas condolências”, refere a mensagem.