Novum Canal – Sempre novum, sempre seu.

Novum Informação – Noticias da região

Associação de Meinedo quer criar rede de voluntários para apoiar idosos que estão isolados ou não têm retaguarda familiar

Fotografia: ADASM – Associação de Desenvolvimento e Apoio Social de Meinedo

A ADASM- Associação de Desenvolvimento e Apoio Social de Meinedo, instituição particular de solidariedade social desde 2000, está a fomentar o projeto ” Elos de Bons Tratos – Apadrinhar Idosos” no âmbito da candidatura Inovação Social.

Segundo a diretora responsável pelo Serviço de Apoio Domiciliário da ADASM, Joana Xavier,  o projeto tem como foco principal apoiar idosos, com mais de 65 anos, em situação de isolamento, solidão, dependentes e sem retaguarda familiar.

A responsável pelo Serviço de Apoio Domiciliário explicou que o projeto era para ter iniciado há alguns meses atrás, mas devido à situação de pandemia, ao Covid-19, que a região e o país estão a viver, teve que ser adiada a sua implementação.

Ao Novum Canal, Joana Xavier destacou que o projeto está a ser apresentado através de vídeos, num total de cinco, no facebook da instituição, sendo que todos eles retrataram aspetos como o enquadramento, o contexto do projeto, a importância do mesmo, integram depoimentos de voluntários, uma vertente  mais institucional, com depoimentos de uma técnica e da própria direção da ASDAM.

Falando do projeto, Joana Xavier declarou que este tem como metas a criação de uma rede de proximidade informal que combata as necessidades das pessoas, fomente a melhoria da qualidade de vida e a integração social através de pequenas ações e gestos do quotidiano.

No âmbito do projeto, Joana Xavier esclareceu que irá ser criada uma rede de voluntários, que terão formação e que irão posteriormente para o terreno com o objetivo de promover uma maior  integração e inclusão  desde grupo de idosos.

De acordo com a técnica, o projeto prevê que os parceiros, que poderão identificar possíveis beneficiários.

Fotografia: ADASM – Associação de Desenvolvimento e Apoio Social de Meinedo

No âmbito do projeto, os voluntários terão como missão fazer companhia, dar apoio, passear com os idosos, facultar-lhes a medicação entre outras  tarefas.

Joana Xavier assumiu, também,  que a implementação do projeto  está dependente da evolução da crise sanitária, mas deverá acontecer em Setembro.

A responsável pelo Serviço de Apoio Domiciliário da ADASM referiu, ainda, que com o projeto é também uma forma da instituição e os demais atores que fazem parte do mesmo estarem mais próximo de uma franja da população mais vulnerável.

Referindo-se ao trabalho  dos voluntários, a responsável pela Serviço de Apoio Domiciliário da instituição assegurou que compete aos primeiros promover atividades de convívio, acompanhamento social e apoio no desenvolvimento de atividades que contribuam para a qualidade de vida dos mais  frágeis e vulneráveis.

Ao Novum Canal, Joana Xavier declarou que o projeto ” Elos de Bons Tratos – Apadrinhar Idosos”  surgiu para dar resposta àquilo que são as necessidades desta franja da população, em especial aos idosos que se encontram em situação mais vulnerável.

Referindo-se às valências existente na instituição, Joana Xavier esclareceu que o facto da instituição dispor já de Serviço de Apoio Domiciliário, confere-lhe uma maior experiência e um saber acumulado na vertente do apoio à terceira idade.

Joana Xavier reconheceu que o isolamento, o fenómeno da solidão a que estão votados os idosos  é um problema transversal que carece de uma resposta social por parte das instituições, sendo o ” Elos de Bons Tratos – Apadrinhar Idosos” uma mais-valia e um instrumento capaz de minimizar este fenómeno, assim como outros, nomeadamente o da violência doméstica.

Questionada quanto ao universo de idosos que vai ser abrangido, Joana Xavier avançou que para já o número é ainda desconhecido, não existindo um teto ou um patamar pré-definido para o número máximo de admissões.

O projeto além dos idosos da freguesia de Meinedo, irá abranger utentes de outras freguesias do município.

A ADASM – Associação de Desenvolvimento e Apoio Social de Meinedo é uma instituição particular de  solidariedade  social,  sob  a forma de associação, que tem como meta promover respostas de apoio à comunidade e fomentar a qualidade de vida da população.

O SAD – Serviço de Apoio Domiciliário  presta serviço a 40 utentes, assumindo-se como uma “resposta social que consiste na prestação de cuidados individualizados e personalizados no domicílio, assim como a  satisfação das suas necessidades básicas e/ou as atividades da vida diária, nem disponham de apoio familiar para o efeito”.

Além de contribuir para a melhoria da qualidade de vida das pessoas e famílias, o O SAD tem como objetivos:  “fazer com que os utentes permaneçam no seu meio habitual de vida, retardando ou evitando o recurso a estruturas residenciais,  fomentar estratégias de desenvolvimento da autonomia; fomentar o envelhecimento ativo; contribuir para a conciliação da vida familiar e profissional do agregado familiar; potenciar a integração social, entre outros”.

 A instituição acolhe, também, um espaço de convívio, inserido no Movimento Sénior, promovido pela Rede Social do concelho de Lousada, constituído por 30 idosos.

O funcionamento este espaço de convívio é assegurado com a colaboração de voluntários, sendo metas  do Movimento Sénior “contribuir para o envelhecimento ativo,  fortalecer o espírito de convívio e confraternização promovendo a intensificação do relacionamento entre os utentes; promover a autonomia e potenciar atividades de cultura, lazer e recreio, como forma de quebrar o isolamento do idoso e retardar o envelhecimento e perda de independência”.

A instituição integra, ainda, um GIP – Gabinete de Inserção Profissional, que resultou de parceria entre o IEFP – Instituto de Emprego e Formação Profissional e a ADASM que faculta “ações de informação, sobre as medidas de emprego e formação ativas, sobre oportunidades de emprego e de formação e sobre programas comunitários de apoio à mobilidade no emprego; faz encaminhamento para ações de formação ou medidas de emprego; presta apoio nas ações de apoio à procura de emprego e ao envolvimento empreendedor; apoia à inscrição online de candidatos a emprego ou ao registo no Portal Iefponline e permite aos utentes ter acesso a ofertas de emprego”.

O espaço destina-se a jovens e adultos desempregados.

A ADASM integra o POAPMC – Programa Operacional de Apoio às Pessoas Mais Carenciadas, que conta com outras instituições do concelho, num projeto que tem como metas a “distribuição de géneros alimentares a pessoas e/ou as famílias que se encontrem em situação de carência económica”.