Novum Canal – Sempre novum, sempre seu.

Novum Informação – Noticias da região

Jovem de Felgueiras vence concurso internacional de piano

A jovem Ana Beatriz Bento, natural da cidade da Lixa, concelho de Felgueiras, finalista do 12.º ano do Conservatório do Vale do Sousa, venceu o Concurso Internacional “Pro Piano Romania Competition 2020” para estudantes nascidos em 2003, evento internacional de referência e com bastante peso na música erudita.

A edição deste ano do “Pro Piano Romania Competition 2020” devido à pandemia sanitária que tem atingido Portugal e o mundo decorreu online.

Falando da obtenção deste prémio, a jovem felgueirense admitiu que não estava nada à espera de vencer na categoria B7, estudantes nascidos em 2003, mas foi um orgulho ter arrecadado este prémio.

“Não estava mesmo nada à espera. Fui desafiada a concorrer em Maio, fiz uma gravação e acabei por vencer na minha categoria”,  disse, repartindo o prémio com os docentes que a têm acompanhado na sua formação musical.

Ana Beatriz Bento reconheceu, também que este prémio é corolário do trabalho que tem vindo a desenvolver no Conservatório do Vale do Sousa, situado em Lousada, e onde se encontra há cerca de três anos,  constituindo um fator motivacional para continuar a evoluir, a aprender cada vez mais o piano, um dos seus instrumentos prediletos além do violino.

“Não é muito comum na minha idade gostar dos dois instrumentos, mas o que é facto é que comecei no piano, mas estou também a aprender violino”, expressou, salientando que com a entrada na universidade terá que optar, pelo menos nesta fase, por um dos instrumentos.

Sobre a sua paixão pela música e pelo piano, Ana Beatriz Bento confessou que o facto dos pais serem músicos e terem uma escola de música terá em parte influenciado a sua ligação à música e ao piano, em particular.

“Numa primeira fase diria que sim, mas depois fui consolidando esta ligação à música e a vontade de continuar a estudar e a trabalhar esta área”, concretizou, sublinhando que o  seu objetivo é ir para a universidade, continuar a evoluir e seguir uma área ligada à música.

“Acho que há mercado nesta área. Tudo depende da entrega, da determinação, da vontade e da persistência com que fazemos e nos entregamos às coisas”, acrescentou.

Ao Novum Canal, Ana Beatriz Bento enalteceu, também, a excelência e qualidade do ensino do Conservatório do Vale do Sousa, uma escola de ensino artístico especializado de música, declarando que a instituição é hoje uma referência neste domínio, integrando vários alunos que foram já consagrados em concursos a nível nacional e internacional.

Ana Beatriz Moreira Bento, nasceu em 2003, começou os seus estudos no piano com dois anos de idade, na escola de música Berço da Cultura da Lixa, com os pais. Aos três anos começou também a estudar violino, na mesma escola, onde, ainda hoje, desempenha uma participação muito ativa em todas as apresentações.

Foi, de 2010 a 2018, aluna de piano de Marian Pivka. Teve ainda oportunidade de ser acompanhada por vários professores de violino, como: Vânia Rodet, Sónia Correia, Alfeu Carneiro, Diana Pereira, Diogo Coelho e Marta da Costa. Em 2012, concorreu ao Conservatório de Música do Porto, à classe de Órgão, onde estudou durante três anos com o professor Paulo Alvim.

Já participou em diversos concursos, onde já foi premiada tanto enquanto pianista como violinista. Destacam-se o 2º Prémio no III Prémio Nacional “Elisa de Sousa Pedroso” (2011 – nível A, violino), uma 2ª Menção no Concurso Internacional de Piano da Cidade de San Sebastian (2013 – nível elementar), uma Menção Honrosa no Concurso Internacional de Piano da Escola de Música São Teotónio (2014 – nível elementar), uma Menção Honrosa no Concurso Internacional de Piano do Alto Minho (2016 – categoria B).

A jovem felgueirense obteve, também, o 2º lugar ex-áqueo no Prémio Nacional “Elisa de Sousa Pedroso” (2019 – categoria C, piano), e ainda o 1º lugar no Pro Piano Romania Competition (2020 – categoria B7). Faz parte do coro Audivi Vocem (parte integrante da Associação Cultural e Recreativa Berço das Artes) desde a sua fundação (2014), sob a Direção Artística de Hélder Bento, com quem se tem apresentado em diversos concertos, destacando-se a Missa de Carlos Seixas, a adaptação do musical “Miss Saigon”, o Requiem de Mozart, a Grande Sinfonia Fúnebre de Berlioz, trabalhos estes acompanhados por diversas orquestras.

Ao longo do seu percurso académico, tem contactado com diversos músicos e pedagogos que muito têm contribuído para o seu crescimento técnico e artístico, no violino, tais como: Sergey Aryturyan, Larisa Shomina, Alexandre Correia, Eliseu Silva, Evandra Gonçalves, Vítor Vieira, Joana Gonçalves, André Fonseca, Nuno Soares, Roberto Valdez e Marta Eufrázio; e de piano, com Duarte Cardoso, Marian Pivka, Luís Pipa, Sherghei Covalenco e Fausto Neves.

Também já trabalhou com maestros como: Jan Wierzba e Cristopher Bochmann (nas primeiras duas edições do estágio “Gestos” – 2018 e 2019, Artâmega, Marco de Canavezes), Sílvio Cortês, Luís Clemente e Fernando Marinho. Em 2018, participou como segundo violino na orquestra que acompanhou o musical “Principezinho”, levado a palco duas vezes pela companhia de teatro Jangada.

Atualmente, é finalista no Curso Secundário de Música no Conservatório do Vale do Sousa, onde estuda violino na classe da professora Cátia Costa e piano na classe da professora Marta Moreira. Aqui tem desenvolvido bastante atividade performativa, participando em diversas Audições, Intercâmbios, Recitais e Concertos. Destaca-se a este nível o concerto de Natal na sala Suggia da Casa da Música do Porto (2019), onde desempenhou o papel de concertino da Orquestra de Cordas “Allegro” (com quem já nos 2 anos anteriores se tinha apresentado nessa sala), a sua participação no Prémio Jovem Solista CVS, onde conquistou o 2º Prémio em Violino e 3º Prémio ex-áqueo em Piano (2019), e também o 2º Prémio em Piano na sua última edição (2020), todos na Categoria D.

“Uma aluna dedicada e empenhada”

Contactado pelo Novum Canal, Filipe Fernandes, um dos professores da Ana Beatriz Bento, elogiou as qualidades técnicas e artísticas da jovem executante felgueirense, confirmando que a obtenção deste primeiro lugar premeia antes de mais a aluna, mas também os professores que com ela têm trabalho o seu percurso formativo.

“A Ana Beatriz é uma aluna muito dedicada e empenhada”, expressou, manifestando que  já não é a primeira vez que alunos do Conservatório do Vale do Sousa são premiados em concursos, apontando José Afonso Sousa, na percussão e Diogo Pinto, na trompa.