Novum Canal

mobile

HOJE

tablet

Publicidade

Fotografia: Misericórdia de Penafiel

Novo provedor da Misericórdia de Penafiel elege gestão rigorosa e bem-estar dos utentes como prioridades

Fotografia: Misericórdia de Penafiel

O novo provedor da Misericórdia de Penafiel, Joaquim Barbosa Esteves, que sucedeu a Júlio Mesquita na instituição, na sequência do falecimento deste último, elegeu a sustentabilidade financeira da misericórdia e o bem-estar dos utentes como duas das principais metas a atingir até ao fim do ano.

Ao Novum Canal, Joaquim Barbosa Esteves realçou que assumirá funções como provedor até ao final do mandato, que termina no final deste ano, conforme estabelecido pela Mesa Administrativa da Santa Casa.

“A minha função passa por dar continuidade ao trabalho desenvolvido pelo Júlio Mesquita com quem estive na Mesa Administrativa nestes últimos dez anos, promover o bem-estar dos utentes, que são a principal razão da existência das Santas Casas e continuar a zelar pela sustentabilidade económico-financeira da misericórdia de forma a garantir o vencimento de todos os funcionários e colaboradores”, adiantou, sustentado que é também seu desiderato prosseguir com as obras na adega e na cozinha, que já tinham sido iniciadas pelo seu antecessor.

Falando das obras na cozinha, Joaquim Barbosa Esteves esclareceu que o objetivo passa por fazer  uma cozinha única que abasteça os três lares que integram a Santa Casa, um equipamento, reconheceu, que ficará dotado de todas as condições para fornecer refeições aos utentes e que deverá entrar em funcionamento no final deste ano.

Joaquim Barbosa Esteves congratulou-se, também, pelo facto da Santa Casa se ter mantido sem qualquer caso de covid-19, num esforço que revelou foi iniciado por Júlio Mesquita, que contou com o apoio de funcionários, colaboradores e famílias dos utentes e que o mesmo, garantiu, querer prosseguir de forma a salvaguardar os utentes e os demais funcionários.

O provedor da Misericórdia de Penafiel confirmou mesmo que a Santa Casa durante a fase de confinamento e mesmo no período de desconfinamento cumpriu com rigor as medidas impostas pela autoridade nacional de saúde, impondo regras e fazendo cumprir orientações no contacto entre idosos e os seus familiares.

Ainda na fase inicial da crise sanitária, Joaquim Barbosa Esteves confirmou que a Mesa Administrativa deu indicações rigorosas para que os utentes não pudessem receber quaisquer  visitas, tendo implementado resguardos para salvaguarda dos utentes e mais tarde permitido a visita dos familiares, uma solução que se mantém com resultados positivos.

Joaquim Barbosa Esteves recordou, também, que foram implementados turnos de 12 horas, de dois grupos, tendo sido cumpridas todas as regras higiénico-sanitárias, higienização e de distanciamento social, redução do tempo de contacto com os utentes e marcação prévia.

Ao Novum Canal, o provedor da Santa Casa confirmou, também, que urge que o Estado continue a apoiar estas instituições, defendendo que estas estão a prestar um relevante apoio à sociedade, substituindo-se, muitas vezes, ao próprio Estado.

Nesta matéria, o atual provedor constatou que o financiamento dado às instituições fica  aquém das necessidades existentes e do que seria desejável para fazer face às múltiplas solicitações com que as misericórdias estão presentemente confrontadas.

Sobre o legado que Júlio Mesquita, o provedor da Santa Casa confirmou que foi uma figura relevante da sociedade penafidelense, que marcou a instituição e cuja memória irá perpetuar-se.

Refira-se que Joaquim Barbosa Esteves já desempenhada funções na Mesa Administrativa presidida por Júlio Mesquita, exercendo o cargo de vice-provedor da instituição. Nos últimos dez anos em que esteve na Mesa Administrativa foi tesoureiro, foi responsável pelo pelouro das obras, pelo pelouro agrícola da Santa Casa, cargos que mantém ainda hoje.

A Santa Casa da Misericórdia de Penafiel tem 89 utentes e dá emprego a 150 pessoas.

Partilhar por:

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!