Novum Canal

mobile

HOJE

tablet

Publicidade

Processed with VSCO with g3 preset

FC Paços de Ferreira conquista título distrital na modalidade de pool português

Partilhar por:

Fotografia: FC Paços de Ferreira

O FC Paços de Ferreira sagrou-se campeão título distrital (Porto) na modalidade de pool português, depois das  competições da Federação Portuguesa de Bilhar relativas à temporada 2019/2020 terem sido dadas como terminadas devido à pandemia de Covid-19.

Arménio Nunes, atleta da equipa do FC Paços de Ferreira, na modalidade de pool português,  realçou que a atribuição do primeiro lugar aos castores foi mais do que justo, tendo em conta que aquando da suspensão e posterior cancelamento da prova a equipa pacense encontrava-se a disputar a fase distrital, na qual era líder, tendo terminado a primeira fase com cerca de 12 pontos para o segundo classificado e na segunda fase, nos três jogos realizados, altura em que a competição foi cancelada, somava outras tantas vitórias, totalizando mais novo pontos que o segundo classificado.

Falando da decisão da Federação Portuguesa de Bilhar de suspender a competição e mais recentemente ter optado por cancelar as provas, primeiro as do nacional e depois as do distrital, regional e zonal, Arménio Nunes confirmou que esta foi a decisão mais acertada, uma vez que a modalidade do pool português sendo praticada em espaços fechados seria arriscado prosseguir com os jogos.

Ao Novum Canal, Arménio Nunes enalteceu, também, o conquista deste título distrital, o primeiro pelo FC Paços de Ferreira, embora anteriormente a Associação de Bilhar de Paços de Ferreira, que mais tarde foi extinta, tendo os direitos desportivos sido transferidos para o FC Paços de Ferreira, tivesse já vencido uma Taça de Portugal e sagrado-se vice-campeão nacional, tendo perdido apenas um jogo.

Referindo-se à próxima época, Arménio Nunes esclareceu que não há ainda nenhuma data para o arranque do campeonato, mas admitiu que o objectivo do FC Paços de Ferreira passa por ser campeão nacional, mantendo a equipa os mesmos elementos base, sendo, no entanto, expectável que possam surgir alguns reforços.  

 Refira-se que direção da Federação Portuguesa de Bilhar que superintende o bilhar português deliberou, tendo em conta a situação provocada pela Covid-19, considerar como finalizadas todas as competições distritais, regionais e zonais.

A estrutura que gere o bilhar português decidir atribuir as classificações considerando apenas as jornadas que se encontravam completas, pelo que todos os resultados de jogos respeitantes a jornadas incompletas foram eliminados.

A Federação Portuguesa de Bilhar deliberou, também, que findo o procedimento anterior, “em séries com número ímpar de equipas, em que se verificou que as equipas de uma mesma série não dispõem do mesmo número de jogos realizados, foi e efetuada a majoração da pontuação das equipas com menos jogos atribuindo-lhes o número de pontos adicionais correspondentes ao rácio (média resultante) entre o número de pontos obtidos na fase em disputa e o número de jogos disputados”.

Nos casos em que o resultado não correspondia a um número inteiro, a Federação procedeu “ao arredondamento considerando que até 0,44 o arredondamento foi efetuado para a unidade inferior e para valores superiores a 0,44 o arredondamento e efetuou-se para a unidade superior”.

“O incremento dos pontos obtidos com base neste critério verifica -se nos seguintes moldes. No PPT, nos casos aplicáveis, o valor obtido foi somado aos pontos extra, já em vigor nas classificações da 2.ª Fase dos Campeonatos de equipas. Nas restantes variantes, sempre que necessário, foi criada uma coluna de “pontos extra” onde estão visíveis os pontos resultantes deste cálculo. 3. Serão atribuídas as subidas de divisão a todas as equipas e atletas que se encontrem nas posições de acesso às divisões superiores nos respetivos rankings e nos termos dos regulamentos em vigor para a época 2019/2020, com as necessárias adaptações resultantes da presente circular”, lê-se no comunicado que se encontra disponível no site da Federação Portuguesa de Bilhar.

Ainda de acordo com a estrutura que gere o bilhar português apenas serão despromovidas as equipas e os atletas que, à data da suspensão das competições, se encontravam já desclassificados ou em posição de desclassificação ou descida matematicamente irreversível.  

“Consequentemente na época 2020/2021 haverá um alargamento das divisões nos termos dos Regulamento que a Federação vier a publicar. Esta decisão foi tomada após consulta das Associações Distritais e com a colaboração das Comissões Técnicas distritais e regionais. A Direção da Federação Portuguesa de Bilhar informa ainda que irá implementar na época 2020/2021, um conjunto de medidas financeiras e económicas para ajudar os Clubes e atletas a fazer face ao contexto da COVID-19”, referiu a direção da Federação Portuguesa de Bilhar.


Partilhar por:

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!