Novum Canal – Sempre novum, sempre seu.

Novum Informação – Noticias da região

FC Paços de Ferreira Futsal sobe à II Divisão Nacional com atletas da terra

O FC Paços de Ferreira Futsal garantiu a subida à II Divisão Nacional.

O anúncio consta da página do facebook dos castores que refere que depois de alguns meses de preparação da reestruturação das competições de futsal, já é conhecida a decisão final: a equipa sénior do FC Paços de Ferreira vai subir à II Divisão Nacional.

Aquando do término antecipado do campeonato do Associação de Futsal do Porto, Divisão Elite, devido à crise sanitária, os pacenses lideravam com 59 pontos, tinham mais um ponto que o CA Sangemil.

De acordo com o comunicado feito pela Federação Portuguesa de Futebol, na época 2020/2021 a II Divisão Masculina de futsal vai contar com 88 equipas: “Os 66 clubes participantes no Campeonato Nacional II Divisão Futsal Masculino 2019/2020 das séries do Continente e da série Açores, os 18 clubes indicados pelas Associações Distritais, um clube indicado da Associação de Futebol da Madeira, um clube indicado pela Associação de Futebol com maior número de clubes sénior de futsal a participar em provas distritais e duas equipas B, convidando as equipas da Liga Placard utilizando o ranking das últimas cinco épocas desportivas dessa competição”.

Já a época 2021/2022 terá menos clubes e será criada a III Divisão. A partir de 2022/2023, o número de clubes nestas duas divisões estabilizará.

Ao Novum Canal, José Carlos Dias, diretor desportivo da secção de futsal do FC Paços de Ferreira realçou que esta foi uma subida conquistada e merecida.

“Desde a jornada cinco que vencemos todas as partidas. É evidente que o campeonato  terminou da forma que toda a gente sabe devido à Covid-19. Preferíamos ter disputado cada encontro, mas as autoridades desportivas optaram por cancelar a prova, numa altura em que já estávamos em primeiro. Acho que a subida apesar de tudo foi merecida e acaba por ser um feito histórico para a secção, para o clube e para os nossos associados. Em quatro anos de existência conseguimos subir à II divisão nacional”, disse, salientando que no início da época, o clube formado apenas por jogadores da terra, já tinha como meta alcançar o play off.

Apesar do objetivo da subida conseguido,  José Carlos Dias confessou que a subida acabou por ter um sabor agridoce.

“É evidente que preferíamos estar a festejar com os nossos adeptos,  os que nos apoiaram, com os nossos patrocinadores,  mas nada disso é  possível”, frisou.

Questionado sobre a nova época, José Carlos Dias  realçou que apesar de todos os contratempos, a secção está já a planificar a próxima temporada, as contratações estão em andamento, existem já atletas que assinaram pelos castores, faltando apenas a indicação do início  dos trabalhos por parte das entidades responsáveis.

Já quanto às dificuldades que espera encontrar na II Divisão Nacional, o diretor desportivo do FC Paços de Ferreira futsal assumiu que o clube vai jogar num patamar diferente, constituído por excelentes equipas, mas o objetivo dos castores passa por conseguir ficar nos lugares cimeiros para evitar ser despromovido à III divisão nacional que irá ser criada  2021/2022 pela Federação Portuguesa de Futebol no âmbito da tal reestruturação.

Além do FC Paços de Ferreira, também, o CA Sangemil, 2.º classificado vai disputar a II Divisão Nacional.