Novum Canal

mobile

HOJE

tablet

Publicidade

Rui Moreira considera que o governo “não tem mão” na TAP

Partilhar por:

Rui Moreira sobre a TAP: tem de se acabar com a ilusão de que recebe 1.000 milhões de euros do Estado e mantém a gestão privada

O presidente da Câmara do Porto afirma que é preciso desfazer a “ilusão que tem sido dada aos administradores da TAP, de que é possível entrar com 1.000 milhões do Estado Português a fundo perdido, sem que o Estado tenha nada a dizer” sobre as decisões estratégicas da empresa, que no plano de retoma dos voos condena o Porto e a Região Norte a novo confinamento. Rui Moreira. Considera que “o Governo não tem mão na TAP” e que, neste momento, o Estado tem de assumir uma de duas posições: ou entra com capital que garanta maioria e manda na TAP, “ou mais vale deixar que os administradores dos acionistas privados decidam o futuro da companhia aérea, sem o envolvimento do Estado Português“.

“O país tem de retomar a atividade a uma só velocidade”, diz Rui Moreira, que não compreende como uma empresa de gestão privada não acredita nesta dimensão. Em julho, a Ryanair retoma a partir do Aeroporto Francisco Sá Carneiro 45 rotas, entre as 79 ligações asseguradas por transportadoras aéreas estrangeiras, por contraste às quatro rotas anunciadas pela TAP, avança hoje o JN.


Partilhar por:

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!