Novum Canal – Sempre novum, sempre seu.

Novum Informação – Noticias da região

Região Norte foi a que mais contribuiu para aumentar produtividade do trabalho no país, diz estudo

O Norte foi a região que mais contribuiu para aumentar a produtividade laboral entre 2000 e 2017, crescendo 20% comparativamente à Área Metropolitana de Lisboa, que subiu 3,3% no mesmo período. Contudo, apesar deste contributo, a Região Norte continua a ser que menor rendimento por habitante tem. As conclusões são de um estudo da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDRN). 

O Norte, a região de menor rendimento por habitante do país, foi a que mais contribuiu para o aumento da produtividade do trabalho em Portugal entre 2000 e 2017. Trata-se de uma circunstância única na União Europeia (UE), onde as regiões mais desenvolvidas dos diferentes Estados-Membros (regiões-fronteira), maioritariamente as das suas capitais, foram as grandes impulsionadoras desse crescimento“, descreve a CCDRN referindo-se ao relatório Norte Estrutura.
Numa “edição especial” em que a análise não se limita à região mas é comparada com outras zonas nacionais e europeias, o documento refere que, em 17 anos, “Portugal ficou marcado por um fraco ritmo de crescimento da produtividade do trabalho (apenas 15,2%, em termos acumulados), em flagrante contraste com outros países europeus, em particular os da Europa de Leste”, cita a Lusa.
“A debilidade do ritmo de crescimento da produtividade do trabalho foi especialmente notória e grave no caso da Área Metropolitana de Lisboa, que cresceu apenas 3,3%”, refere o documento. Em termos comparativos, “a evolução na região do Norte foi bastante mais favorável, tendo registado um crescimento acumulado de 20,0%”, acrescenta. 
No entanto, o relatório refere que “apesar da evolução bastante mais favorável” do Norte no conjunto nacional, o crescimento da região foi “modesto no contexto europeu”. “A produtividade do trabalho na região Norte representou cerca de dois terços do valor médio da UE e das suas regiões mais industrializadas e pouco mais de metade do valor, descreve o Norte Estrutura. 

Parte superior do formulário