Novum Canal – Sempre novum, sempre seu.

Novum Informação – Noticias da região

Câmara de Valongo lança concurso público para requalificação da Escola Básica de Vallis Longus

A Câmara Municipal de Valongo aprovou a abertura do concurso público para a modernização e requalificação da Escola Básica Vallis Longus. A empreitada tem como preço base 2.500.000€ e o prazo para execução da obra é de 395 dias.

O objetivo principal da obra é a requalificação dos edifícios escolares e envolvente exterior, com melhoria das suas funcionalidades, eficiência térmica e acessibilidades. A intervenção prevista consiste na requalificação dos Blocos de Salas de Aula A e C, a requalificação e ampliação do Bloco B, na edificação de uma nova portaria com acessos adequados que permitam a acessibilidade a pessoas com mobilidade condicionada, e na requalificação do edifício administrativo, incluindo a melhoria das acessibilidades e a substituição do revestimento de fibrocimento na cobertura e da envolvente exterior.

Esta intervenção será dividida em três fases, de modo a que as obras de requalificação decorram com as condições de segurança necessárias para manter a escola em funcionamento. Para assegurar a continuidade de todas as atividades letivas, serão instalados contentores temporários de salas de aula e instalações sanitárias no recreio descoberto. Esta requalificação contempla ainda a construção de laboratórios, que a escola não tinha, e a retirada definitiva dos contentores existentes que funcionam há muitos anos como salas de aula.

Atualmente, frequentam a Escola Básica Vallis Longus cerca de 1.100 alunos, do 5.º ao 9.º ano.

A empreitada na Escola Básica Vallis Longus é financiada a 85% por fundos comunitários no âmbito do Programa Operacional Regional NORTE 2020. O Município de Valongo e o Ministério da Educação financiam cada um metade da contrapartida pública nacional de 15%.  A Câmara Municipal de Valongo assume a posição de dono da obra e, além dos 7,5% da contrapartida pública nacional, a Autarquia atribuiu mais 500.000€ do orçamento municipal.

“Vamos realizar estas obras tão necessárias em articulação com a comunidade escolar e fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para que se concretizem o mais rápido possível. Finalmente, começa a ser corrigida uma injustiça que já se arrastava há demasiados anos, pois Valongo foi o único concelho da Área Metropolitana do Porto, cujas escolas da responsabilidade do Governo nunca foram intervencionadas pela Parque Escolar”, considerou o Presidente da Câmara Municipal de Valongo, José Manuel Ribeiro, recordando que também teve de ser o Município de Valongo a assumir a empreitada de requalificação da Escola Secundária de Ermesinde. Será também a Câmara Municipal de Valongo a assumir a curto prazo as obras de requalificação da Escola Secundária de Valongo, cujo financiamento já foi garantido pelo Ministério da Educação.